Tecnologia e a vida.

4 comentários:

Bruno Timoteo em 10 de setembro de 2012 13:40

Ao invés de eu possuir a tecnologia, ela está me possuindo. Isso me lembrou uma frase...

Yama em 10 de setembro de 2012 19:56

HA HA HA

Juliana Gonçalves. em 10 de setembro de 2012 23:20

Eu não sei se eu sou uma pessoa anormal, mas nunca me viciei em tecnologia.
Por mim eu tirava essa tecnologia toda e voltava aos tempos que recorrer um livro era muito mais importante.

Tecnologia para mim é algo útil somente em último caso ou para escrever... Mas de resto eu poderia viver com uma máquina de costura manual, livros e escrevendo um punhado de cartas. Sabe, eu devo ter o espírito velho, acho que é por isso que tento entreter minhas pequeninas e pequenino com papel, tesoura e cola e todas as outras coisas que não precise de tomada, pilhas para ser usado. HAHAHA

Beijos.

Yama em 11 de setembro de 2012 06:30

Ah, desde que comecei a trabalhar com informática, sou muito viciado em tecnologia. Antes não era tão viciado em celular, mas talvez seja porque não tinha um que me proporcionasse isso. rs rs rs

Acho importante manter certos hábitos como a leitura e a escrita, principalmente eu que estou sempre em um computador. Hoje não consigo discorrer em uma folha de almaço, fico com as mãos doloridas, se bem que antes também. rs rs rs Mas sempre gostei de escrever, pelo menos as cartas de amor que enviava para minha primeira namorada.

Acho que o equilíbrio entre tecnologia e a vida como ela era, importante. Mas não podemos nos abster e ignorar as facilidades. rs rs rs

Não diria que você tem espírito velho, apenas conservador em alguns aspectos, e não são ruins. rs rs rs Quando penso nas tradições, como escrever uma carta, que meu pai insistia em dizer que era mais pessoal escrever a mão, lembro que levaria 5 minutos no computador e 30 no papel. rs rs rs

Beijão

Postar um comentário