O término.

4 comentários:

Roberta Zanatta em 16 de outubro de 2013 23:21

Este cara do conto parece comigo. rs
Um, dois ou três anos é só na ficção mesmo, na realidade o povo não espera nem três meses. rsrsrs

Yama em 17 de outubro de 2013 07:00

Gostei, você é uma mulher sensata. =)

Bem por aí, na hora em que o sentimento ainda é forte, é fácil dizer que não se envolverá ou amará mais ninguém na vida. rs

Juliana Gonçalves. em 18 de outubro de 2013 12:13

O amor "para sempre" para mim, é diferente desses amores imortalizados e loucos e que acabam, afinal amor não é único e nem de uma única pessoa. Mas tirando a parte que o amor que todo mundo acha que existe, não existe para mim...

Você escreve tão bem que tenho vontade de escrever um texto para dizer como você escreve bem! Saudades desses textos e de tentar descobrir o que você afinal, um estressado ou alguém que tem todos os sentimentos do mundo, mas prefere se mostrar aqui.

Beijos.

Yama em 18 de outubro de 2013 14:16

O amor fica complexo porque existem variáveis instáveis demais, seres humanos. rs

Ah, não escrevo tão bem quanto desejo, gostaria de mais criatividade e melhora em minha gramática. rs Eu me esforço, tento fazer algo que me agrade e que talvez agrade as pessoas. rs

Na verdade não diria que tenho todos os sentimentos descritos ou vomitados nesses pequenos textos. Apenas coloco em palavras pequenas coisas que vivi ou assisti; talvez tenha assistido muito mais que vivido. Me expresso da forma mais simples do mundo, pego histórias que ouvi e traduzi em pequenos trechos para tentar alegrar pessoas como você. =)

Beijão

Postar um comentário