Falta tempo?

O que é o tempo?Cada dia mais me convenço da ideia de tempo que meu sócio tem, o tempo é igual para todos, o dia possui 24h e pronto. De fato, acabamos nos ocupando cada vez mais porque queremos, claro que existem suas exceções, mas normalmente, se analisarmos profundamente, ocupamos nosso tempo sempre que possível.
O que isso quer dizer? Quando estamos atolados de tarefas, seja do trabalho ou de coisas pessoais, assim que nos aliviamos conseguimos preencher o tempo que sobrará com alguma outra coisa para fazer. Com isso nos sentimos meio sobrecarregados ou atolados de coisas para fazer e sentimos que o tempo, que seria igual para todos, para nós parece mais curto que o normal.
Antes da virada do ano estava preocupado em lançar novo template para o blog, nova entrada para os vídeos, entre outras coisas, no trabalho estava preocupado com alguns projetos e algumas correções. Iniciei o ano desencanado, não me preocupei com o tempo, me preocupei mais em focar na solução das coisas, coisa que parece muito óbvia para algumas pessoas, mas eu sempre foquei no tempo, no prazo, agora que comecei a pensar na solução, não me preocupando tanto com o tempo, parece que as coisas fluem mais facilmente. Resolvi alguns dilemas, na realidade problemas, apesar de demorar um pouco, resolvi de uma maneira tão simples que fiquei surpreso. Claro que não toquei o foda-se e resolvi me livrar de vez com a preocupação de prazo, mas penso menos para tentar render mais.
Em casa, queria um pouco mais de tempo para me dedicar a outras coisas, mas percebo que estou consumindo o pouco tempo que resta do dia com algo bom, estou passando a maior parte das horas com minha família ao invés de ficar grudado todo o tempo no computador. Isso é bom e ruim, tudo depende do ponto de vista, é bom porque família é e sempre será família. É ruim porque deveria estudar mais e terminar alguns projetos pessoais. Mas meu foco principal está no meu trabalho, na minha empresa, por isso parei de me preocupar com projetos pessoais, até porque eles não me renderão nada a não ser um "ficou legal" ou uma simples satisfação que não me levará a lugar algum.
Não vou desistir das minhas metas pessoais, mas pelo menos nesses 3 primeiros meses desse ano, acho mais interessante focar no profissional. Uma parte do pessoal faz parte do profissional, mas não é extremamente prioritário, então deixemos de lado um pouco. Só espero que todo esse esforço, me segurando e me privando de certas coisas, dê algum resultado positivo em 3 ou 4 meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário