Apenas sorria.

Franka Potente.

Queria apenas te ver sorrir. Ser tomado pelo brilho de seu sorriso é algo incomensurável. Mesmo que seja apenas um sorriso torto ou de cantinho de boca, com certeza ele tomará todos os pensamentos ruins e alegrará o dia.

É só isso.

PS: Acho que escrevi para alguém especifico.

Como transformar seu vídeo "quadrado" em widescreen.

Um pequeno extra para ajudar as pessoas que não tem filmadora widescreen mas que desejam que seus vídeos no YouTube não fiquem com aquelas barras pretas horríveis.

House M.D. [sem spoilers]

House Season 8.

E meu seriado favorito chegou ao fim, infelizmente para muitos e felizmente para alguns. Acompanho House desde o início, peguei o piloto por um acaso quando estreou no Brasil no canal Universal. Não tinha ideia do que seria, quando o episódio começou, pensei: putz, mais um seriado sobre medicina. Continuei assistindo como quem não quer nada e na primeira aparição de House fiquei maravilhado com sua forma de lidar com as pessoas.

Depois de acompanhar tantas séries, não imaginei que encontraria uma que me despertasse tanta paixão. O sarcasmo, a inteligência e seu modo de lidar com os pacientes sempre me lembrava o trabalho. A curiosidade em sempre desvendar os quebra-cabeças fez com que me identificasse com ele na hora.

Edição cortada demais.

O segredo da edição.

Um belo dia, uma pessoa muito querida, me deu uma dica muito interessante que nunca havia reparado: "seria interessante parar de pular daqui pra lá e de lá pra cá, apesar disso ser o estilo do seu vlog". Mas o grande problema era que as falas ficavam tão cortadas, que diversas vezes ficavam incompreensíveis.

Pensando nisso, comecei a evitar um pouco alguns cortes, alonguei as pausas, as famosas paradas para respirar que muitos de nós cortamos nos vídeos. Isso foi uma mudança muito sutil mas que mudou um pouco o estilo do vlog. É, de vez em quando ainda faço isso, porque erro diversas vezes quando estou filmando e esqueço de dar uma pausa antes de reiniciar a fala ou não repito uma frase inteira, aí o corte fica horrível e quase impossível de entender o que quis dizer.

O que as pessoas esperam quando criam um blog?

Fama?

Esse blog não está próximo de nenhum agradável, legal, humorado... Mesmo assim, me sinto confortável em escrever, apesar de raramente escrever um texto que eu olhe e diga: "Uau, fui eu que escrevi?", aliás, acho que nunca tive essa sensação. Um dia tentei escrever coisas engraçadas, realmente legais ou até mesmo úteis, não creio que consegui mas não desisto.

Por que peguei nessa parte de não desistir? Vejo diversas pessoas que escrevem muito bem, tem ótimas ideias e ideais. Um belo dia resolvem criar um blog ou vlog, no início todos estão empolgados, depois de um certo tempo, se não houve retorno em grandes proporções, as pessoas desistem. Poxa, mas o trabalho era tão legal, por que parou? Todas as desculpas possíveis serão dadas mas no fundo, em muitos casos, é porque a pessoa não obteve o retorno desejado.

Um dia para o humor.

Stand-up comedy.

Bom, já tenho a quinta-feira com os vídeos do vlog e agora fixei também o domingo com um vídeo de humor. Não sei se notaram, mas esse foi o segundo domingo que posto um vídeo que não é de minha autoria. Quero trazer um pouco de humor para esse blog, coisa que já disseram que não tenho, mas não apresentando somente os ilustres e mais conhecidos dessa área.

Gosto muito do trabalho de Rafinha Bastos, Danilo Gentili, Bruno Motta, entre outros, mas gostaria de apresentar, para aqueles que não conhecem, alguns dos muitos talentos que existe nessa safra jovem de humoristas, apesar de alguns serem mais velhos alguns leitores.

Voltaremos em breve com o "Yama responde".

Yama responde.

No início da terceira temporada de "Pequenos detalhes da vida", decidi incluir o "Yama responde" como um quadro para facilitar a minha vida e manter apenas um vídeo por semana. Muitas pessoas reclamam do tamanho do vídeo, afinal de contas temos o "Assunto", o "Ortografa", o "Yama responde", "Homenageado" e nos últimos vídeos matei os extras. A questão é: vamos voltar a fazer um vídeo exclusivo para o "Yama responde"?

Sei que muitos que acompanham o vlog, não estão por aqui mas acho importante também a opinião de quem me acompanha pelo blog. Conto com suas sugestões.

Reclama, reclama, reclama...

Eu fico puto...

"Porra, dois dias sem escrever e no domingo lança um vídeo? Mas que porra é essa?"

"Onde estão os posts diários? Onde está o tão falado metodismo de sua pessoa?"

"Caralho, entrei na sexta e não vi nada. Voltei no sábado e não vi nada. Aconteceu alguma coisa?"

"Ah, para de postar esses vídeos de merda!"

As pessoas reclamam que eu reclamo demais mas o que elas fazem? Ah, são apenas comentários? Engraçado, são muito parecidos com os que faço mentalmente pra mim. É realmente possível alguém NUNCA reclamar de nada na vida?

A nova caçada.

Em busca de um novo emprego.

Estou preguiçoso demais nesses últimos dias, quando passa a fase do desânimo, vem a da preguiça, como isso é possível? É, odeio acreditar, e principalmente assumir, que estou com preguiça de fazer as coisas; talvez seja um indício do desânimo ainda mas não tenho certeza disso.

Sinceramente, não sei dizer se é exatamente preguiça ou falta de vontade de fazer as coisas. No caso do vlog, sei que era preguiça com um leve toque de desânimo, mas e no caso de procurar um novo emprego? Podemos chamar de medo? Talvez uma falta de vontade de encontrar e conhecer novas pessoas? Quando penso na conquista das liberdades, das pessoas me conhecerem, descobrirem meu potencial, já fico cansado. Imaginar que novamente serei regido por normas e regras, que não poderei mais trabalhar (possivelmente) de camiseta, já me bate uma tristeza enorme.

Dois pesos...

Uma prova de amor.

Ontem senti uma dor forte nas costas, lembrei daquele cantor que sentiu a mesma coisa e descobriu que estava com câncer. Fiz uma piada e algumas pessoas me criticaram por isso. Muitos acham que não sei como é lidar com essa doença. Realmente, talvez não saiba, afinal de contas, nunca tive mas já tive uma pessoa muito querida diagnosticada com ela.

Sinceramente não sei em qual situação é mais difícil lidar, ver que foi diagnosticado com algo que poderá matá-lo ou ver alguém que ama se "decompor" durante alguns meses até o iminente fim chegar. E não é fácil ver alguém que está lutando contra o câncer, sentir o sofrimento dela, entre outras coisas. Ver aquela pessoa que sempre foi forte pra você, que era um super-herói em todas suas visões, afinal de contas, acredito que muitos de vocês já imaginaram que seu pai nunca te abandonaria.

Onde está o preview do próximo vídeo?

Preview pra quê?

"Não tem preview hoje?"


Não!


"Ah! Mas por quê?"


Quem vê?

Praticamente ninguém vê o preview, comparando o número de visualizações, há uma diferença grande. Por essa razão decidi parar de fazê-los.

Pensar ou não pensar, eis a questão.

Você pensa?

Um técnico encontra um problema na configuração "A" e abre um chamado para saná-lo. Feita a correção, enviamos para o técnico testar, o porém é que existem ainda as configurações "B", "C", "D" e "E". O técnico testa a configuração "A" e a "B", constata que há um problema e abre outro chamado. Dúvida: Por que testar a configuração "B"?

Muitos pensarão neste momento: "Mas por que não corrigiram todos?", "Como assim é necessário fazer uma correção para cada um se são apenas configurações?", a toca do coelho é um pouco mais profunda do que imaginam. O negócio é bem simples, para cada problema encontrado, independente de ser na mesma tela, deve haver uma requisição para solucionarmos o problema e termos isso registrado. Não é algo muito prático mas da maneira como escrevem as requisições e para evitarmos diversas coisas em apenas uma, fica bem mais simples procurar cada problema em uma requisição diferente.

É possível ser feliz sozinho?

Sozinho.

Por que sinto certa tristeza nas pessoas quando me questionam sobre namoradas e sempre respondo que estou muito bem sozinho? É realmente impossível ser feliz não tendo alguém do seu lado? Precisamos de fato ter alguém para compartilhar a vida para dizermos que estamos plenamente felizes?

Encontro felicidade em pequenas coisas, algumas supérfluas, algumas realmente interessantes, mas não me vejo infeliz por não ter alguém do meu lado. Não sinto nem carência nesses últimos anos, talvez meu último relacionamento tenha me ensinado diversas coisas boas. Acredito que a mais importante foi aprender a viver sozinho.

O que é mais importante em um relacionamento?

Relacionamentos.

Relacionamentos são complexos, sejam de amizade ou outra coisa. A parte mais importante, como sempre digo para todos que me consultam, é a conversa. Sempre, sempre deve haver conversa, muita conversa mesmo. Por qualquer "besteirinha" que seja, é importante conversar, para esclarecer e evitar maiores atritos.

Digo isso porque muitos homens são realmente tapados e nunca sabem o que ocorreu no relacionamento para deixar sua mulher em uma crise que parece ser TPM mas não é. Em diversas ocasiões, tive o prazer de ouvir relatos que poderiam ser evitados com simples conversas. Aliás, acho que quase 100% dos casos poderiam ser resolvidos com uma simples conversa.

De volta ao mundo.

O resgate do soldado Ryan.

Nova temporada? Nova caminhada? Nova sei lá o quê. É, prometi que voltaria nessa semana mas infelizmente minha imensa vontade me permitiu apenas jogar, jogar e jogar. Não que tenha se tornado um vício, afinal de contas, quem me conhece, sabe que não me vicio, pouco. Mas não foi esse o motivo que me privou de travar batalhas com as palavras por aqui ou nos vídeos.

No caso dos vídeos, pelo menos tinha um para lançar mas decidir segurar mais uma semana. Afinal de contas, não será muito simples retomar as filmagens sem anotação alguma, não tenho frases para o "Ortografa", por exemplo. Mas espero retomar as coisas essa semana, aliás, digo essa semana porque escrevo este post com data programada, ou seja, escrevi um bom tempo antes de lançar como estava fazendo.