Por que ainda escrevo?

Muita calma nessa hora.

Outro dia fiquei pensando: "Por que ainda escrevo?", me corrigi alguns segundos depois questionando por que ainda tento escrever. É algo legal, principalmente quando você não tem pretensão, não tem um ponto exato onde quer chegar. Claro, se pensasse nos ganhos, na audiência, já teria parado com certeza. Mas, esse blog nasceu para me desestressar, para dizer coisas que gostaria de deixar de dizer na cara da pessoa, com toda agressividade que costumava utilizar.

Apenas mais uma sexta-feira.

Mais uma noite.

Cheiro do vômito seco na pia, a urina que invade suas narinas assim que você adentra aquele banheiro imundo do submundo. Talvez possam existir odores piores que esses, provavelmente o cheiro de um cadáver em decomposição seja muito pior, por isso os especialistas novatos usam algo em suas narinas.

É de manhã, ainda sinto o cheiro do ambiente, o suor de alguns, o perfume de algumas, o cheiro forte de cigarro de quem acabou de fumar, por que raios essas coisas impregnam em suas narinas? Sinto um gosto forte na boca, excesso de nicotina, talvez seja hora de diminuir um pouco o fumo. Mas é algo estranho, ontem nem abusei do cigarro, mas parece que fumei um maço inteiro em poucas horas.

Ainda espero por você.

Diário de uma paixão.

Essa semana está difícil e longa demais, não consegui deixar de pensar um minuto sequer em você. Por que sempre precisa chegar e invadir meus pensamentos? Por que não pode simplesmente partir e me deixar em paz? Ah, se tudo fosse tão simples, acho que não estaríamos nessa situação.

Penso na morte como solução para tudo isso, mas não me vejo como um forte se chegar a esse ponto. Já cogitei a hipótese de simular um acidente, talvez assim não me sentiria tão fraco. Por que você corrompeu minh'alma?

Fale comigo.

Tyler.

Estive pensando no meu último namoro, no quão idiota me sinto por ter passado por essa fase, talvez realmente fosse algo desnecessário. Não sei por que estou relembrando alguns fatos e me sinto mais idiota ainda. Ultimamente ando revirando demais minhas memórias, se fosse possível transpor para um HD facilitaria para dar um shift + del.

Não sei o que me fez relembrar certas coisas, mas é algo interessante, gosto de revirar memórias e encontrar as falhas que tornaram o fato apenas memória. Sei que não sinto falta, sei que não tenho a mínima vontade de tê-la de volta, mas ainda assim me sinto um retardado quando relembro algumas coisas que fiz e outras que deixei de fazer por conta desse namoro.

Reação.

Reação.

A vida passa rapidamente em sua mente quando sente que irá morrer. Em alguns segundos um projétil disparado por um ser qualquer, atravessará o seu peito, perfurará um de seus pulmões e te fará sufocar em seu próprio sangue.

Qual será a sensação de não poder respirar?

Anúncio no Facebook.

Anúncio do Facebook.

Você quer saber o resultado da divulgação que fiz por anúncio no Facebook? Então, até certo ponto foi satisfatório, mas não atingi o que tanto desejava que era aumentar o número de views no vídeo. Assim, consegui aumentar consideravelmente, mas em proporção a quantidade de views do post no Face foi completamente desproporcional.

Obtive 229.888 visualizações no post e o vídeo atingiu apenas 863, isso até dia 06/03/2013. Isto é, a forma como anunciei não foi válida ou simplesmente ninguém tem vontade de assistir um vídeo. Bom, aposto mais na hipótese que meu trabalho não é lá essas coisas, mas também não ajudei com o anúncio, apenas coloquei o vídeo e pronto.

Louca.

Mate-me.

Sinto o gelo da lâmina em meu pescoço, cada vez mais apertado, cada vez com mais certeza de que não sairei dessa. Em diversas outras ocasiões, você nunca tomou uma atitude como essa, talvez tenha sido a gota d'água, talvez seja seu último suspiro antes de atingir a loucura máxima. 

- No que está pensando - ela me pergunta.
- Vale realmente a pena perder muitos anos da sua vida? - respondi.
- Talvez, mesmo que eu perca alguns anos, ainda valerá a pena ter matado você - sua voz demonstra muita raiva.
- E o que está esperando? - questiono com um sorriso nos lábios.
- A hora certa! - ela responde com brutalidade e aperta ainda mais a faca contra meu pescoço.

Quem sou eu?

Quem sou eu?

O que leva uma pessoa a pensar que já te conhece porque assistiu um ou dois vídeos seus? Não tem nem noção se estou interpretado um personagem, se sou daquela maneira no cotidiano e me julga como se fosse um ser metido a besta. De onde vem tanta convicção?

Um dos males de se expor, de colocar algum conteúdo onde suas ideias são expostas para um mundo onde ninguém te conhece é que você pode ficar com fama disso ou daquilo. Pela segunda vez sou acusado de me achar, muitas vezes me pergunto: "Me achar o quê?" Afinal de contas, existe mais de uma forma de interpretar a frase: "Fulano se acha"? Já descobri que diversas coisas aqui são diferentes no Recife, por exemplo.

Anúncio no Facebook.

Vlog.

Resolvi fazer um teste com os anúncios do Facebook. Até agora, que na realidade é dia 28, quinta-feira, obtive 16.608 views no tópico, ganhei apenas 10 "curtir" e 111 cliques no link. Se pararmos para analisar, não foi ainda uma grande coisa, tirando as visualizações do post que aumentaram, mas o resultado final que é o povo assistir o vídeo, não teve um grande crescimento se comparado ao número de pessoa que viram o tópico.