Por que ainda escrevo?

Muita calma nessa hora.

Outro dia fiquei pensando: "Por que ainda escrevo?", me corrigi alguns segundos depois questionando por que ainda tento escrever. É algo legal, principalmente quando você não tem pretensão, não tem um ponto exato onde quer chegar. Claro, se pensasse nos ganhos, na audiência, já teria parado com certeza. Mas, esse blog nasceu para me desestressar, para dizer coisas que gostaria de deixar de dizer na cara da pessoa, com toda agressividade que costumava utilizar.

É muito mais glorioso você despejar trocentas palavras rudes, de forma ácida em um texto do que na cara de alguém. Você não precisa chatear ou magoar alguém cuspindo todo seu ódio nela. Tudo bem, ela fez alguma merda que te deixou puto da vida; fodeu todo aquele trabalho que você esperou durante dias para ficar pronto, mas com certeza não foi por querer. Algumas pessoas são mais controladas ao dar bronca em alguém, sou mais do tipo Cap. Nascimento, por isso senti a necessidade de começar a escrever ao invés de sempre falar.

Claro que diversos episódios foram duplos, além de falar uma rajada para alguém, ainda precisava escrever e compartilhar minha desgraça com os leitores. Afinal de contas, o que é mais engraçado do que a desgraça alheia? Ainda não descobri uma fórmula para fazerem os outros rirem a não ser contando minhas histórias da vida, o cotidiano insano que me atormentava, as cagadas homéricas que me perseguiam.

Agora tudo é diferente, não tenho mais aquele estresse "maneira" para dispensar por aqui. Talvez esse seja o momento da virada, só não sabemos se para melhor ou pior. Apenas sinto que ainda preciso escrever para não surtar. Mesmo sem passar por estresse sinto que isso aqui ainda é uma terapia, um lazer que me trás coisas boas, talvez... Acho que esse é o segredo para manter minha mente sã e longe de toda raiva que me consumia.

2 comentários:

  1. Cada pessoa tem uma forma de aliviar o stress. Além de encontrar esta forma, o ideal é colocar em prática.
    Eu sou uma pessoa de péssimo temperamento e tento ao máximo ser paciente,o que é bem difícil levando em consideração o meu trabalho.
    Continue escrevendo. Como já disse antes, você faz isto muito bem.

    ResponderExcluir
  2. Sim, talvez essa seja a razão de ainda escrever, mesmo quando me forço a isso.

    Meu trabalho também não é dos mais fáceis, mas nesse novo, por enquanto, estou de boa. =D

    Ainda sinto que falta algo na minha escrita, na minha criatividade, não encontrei um caminho pra seguir. =D

    ResponderExcluir