Exposição na internet.

Exposição na internet.

Outro dia estava passeando por um site pornô qualquer e me deparei com aquelas famosas frases "Caiu xpto do Facebook", até aí, nada de anormal. Um pouco mais abaixo da imagem da garota sugando seu namorado, vi uma imagem com um comentário do Facebook na página da garota, era algo do tipo "quem mandou ser boqueteira". Aí comecei a pensar no quão idiota são os moleques que fazem esse tipo de comentário.

Como vão vocês?

Work.

Opa! E aí? Tudo bem com vocês? Faz tempo que não escrevo, nem sei mais como se faz isso. Gostaria de pedir desculpas, será que devo? Tem algum sentido "desperdiçar" um post explicando e pedindo desculpas pela falta de posts? Eu, sinceramente, nunca sei o que escrever quando fico um certo tempo sem postar.

Mas já que estou um tanto quanto sem assunto, em plena sexta-feira de uma semana qualquer, depois de trabalhar arduamente durante diversas horas todos os dias, acho que posso escrever sobre qualquer coisa, não? Não, talvez não seja legal fazer isso. Isso não faz sentindo, pelo menos pra mim, afinal de contas, isso aqui não é um diário de um adolescente.

Redimensionar arquivos em lote (em massa) no Photoshop.

Redimensionar.

E naquele momento em que você tem "trocentas" fotos para redimensionar, o que fazer? Fazer uma por uma é algo completamente inviável. Então, vamos aprender como fazer isso de uma forma simples e prática.

Seus olhos e um empurrão.

Seus olhos...

Não consigo tirar seus olhos de minha mente, esses olhos perturbadores, que me tiram o sono, me desrespeitam. Olhos que instigam, que alucinam e que me tiram o rumo. Quando eles vem acompanhado de seu sorriso, aí fica muito difícil de não querer te beijar, ficar com você para sempre, somente para poder contemplá-los todas as manhãs, tardes, noites e madrugadas.

"Queria destruir todas as coisas bonitas que nunca tive".

Queria destruir todas as coisas bonitas que nunca tive.


"Queria destruir todas as coisas bonitas que nunca tive." - Clube da Luta, Chuck Palahniuk.

E começando a sair um pouco do rumo estabelecido, das regras regidas para evitar todas as coisas ruins e as antigas crises. Tenho medo do meu subconsciente, tenho medo do que posso me tornar, tenho medo de me libertar novamente. Aliás, seria realmente liberdade ou simplesmente uma outra prisão da mente? Ah, quem consegue explicar essas coisas? Talvez uma pessoa tão louca quanto eu.

Insight.

Conversa.

O que está acontecendo com você? Não sei, por quê? Sei lá, você não escreve mais com facilidade, não rola mais um certo encanto para escrever. De onde tirou isso? Sou sua mente, seu subconsciente para ser mais exato, como poderia não dizer isso se não fosse realmente verdade? Talvez você não esteja tão certo, talvez eu apenas esteja esperando algo para escrever um texto realmente interessante. Não, não minta para si, você sabe que estou falando sobre uma verdade que te abateu. Mas deixei de escrever por mais de dois ou três dias? Está certo que ando postando vídeos quando não tenho algum assunto interessante ou não consigo desenvolver algum tema que passa por aí. Mas, outro dia você teve um insight sobre algo muito interessante, ficou duas horas com o cursor piscando nessa tela branca e não escreveu absolutamente nada. Sim, tive um pequeno transtorno durante essa semana e não consegui desenvolver uma ideia, mas não fiquei sem escrever, escrevi, apenas deletei os dois ou três textos porque não achei que ficaram convincentes.

Mais um ano.

Mais um ano.

Há quatro anos a injúria e o cansaço contra as idiotices da vida me incentivaram a criar este blog. Sim, este pequeno, perdido e esquecido blog entre diversos outros existentes por aí. Ganhei alguns "seguidores", que estão sempre presentes e me incentivando a continuar esse trabalho que praticamente ninguém lê.

Caminhe de volta a vida.

Amor?

Se você está pensando que não conseguirá viver mais sem ela, pare agora! Antes dela, você tinha uma vida, respirava sozinho, comia sozinho e caminhava todas as manhãs do mesmo modo como caminha com ela. Antes dela, você nunca precisou de muletas para andar, sabia como se virar em qualquer situação e não havia nada que te derrubasse nesse mundo.

Tire a perda do seu pai e mais algumas pessoas próximas e notará que nunca foi fraco o suficiente para desistir, para se sentir tão deprimido a ponto de querer se matar. Lembre-se sempre que você superou todas as crises, desde as financeiras até as emocionais. Por que agora seria diferente?

Essa enorme vontade de te beijar...

Kiss.

Sentir vontade de ficar com alguém é normal, mas quando você sente um desejo enorme, incontrolável, o negócio fica muito ruim. E assim que vivo desde o dia em que te conheci, vi seu primeiro sorriso, ganhei o primeiro abraço e as boas-vindas. A parte interessante e intrigante é que não fico pensando nisso, não sinto nada a não ser quando estamos em determinadas situações. Por exemplo, ficar ao seu lado, mas muito próximo, começo a sentir certas coisas que não sinto normalmente e não se trata de tesão.

Ensinamentos.

Ensinamentos.

Um dia meu pai ensinou que eu deveria estudar, aproveitar a oportunidade e aprender o máximo que pudesse. Afinal de contas, ele teve uma vida mais difícil que a minha e sempre se esforçou para que meus irmãos e eu pudéssemos ter acesso aos estudos. Não direi que me esforcei ao máximo, mas aproveitei consideravelmente tudo que me foi ensinado.

Passaram-se diversos anos e ele sempre batendo na mesma tecla, sempre nos encaminhando para os estudos. O mínimo que poderíamos fazer era estudar e muito, afinal de contas, quem não precisa trabalhar, estudar e cumprir com outras obrigações, deve sempre passar com 10 nos estudos.

Qual o combustível da sua criatividade?

Raiva?

A raiva faz sua criatividade fluir como a água, sempre que lembro de qualquer frase que contenha a palavra água, lembro do Bruce Lee e seu famoso pensamento, não, não citarei aqui, procure no Google. É incrível como um sentimento que teoricamente é ruim, faz você criar diversas coisas maravilhosas. Também temos o lado realmente ruim, podemos criar algo destrutivo, não sendo necessário ser literal.