Qual o combustível da sua criatividade?

Raiva?

A raiva faz sua criatividade fluir como a água, sempre que lembro de qualquer frase que contenha a palavra água, lembro do Bruce Lee e seu famoso pensamento, não, não citarei aqui, procure no Google. É incrível como um sentimento que teoricamente é ruim, faz você criar diversas coisas maravilhosas. Também temos o lado realmente ruim, podemos criar algo destrutivo, não sendo necessário ser literal.

Quando penso em destruição, não penso apenas em objetos sendo arremessados contra a parede que viram diversos pedaços pequenos de algo que um dia foi útil ou belo. Podemos destruir também sua imagem, algo que não é palpável, mas que talvez seja importante quando se pretende manter algo na vida, ter um bom emprego, uma boa esposa, entre diversas outras coisas.

É estranho, mas quando penso em destruição, não vejo como algo extremamente ruim, pelo contrário, penso em algo belo e harmonioso. Como uma dança que o faz fluir de um lado para o outro, de forma leve e divina. Talvez seja um neurônio problemático que me faça enxergar dessa maneira. Talvez eu veja o mundo como uma grande desgraça que uma pequena destruição não possa me impressionar.

Corações desesperados enxergam as coisas de uma forma ruim; já os que se acalmaram há muito tempo, não veem coisas ruins tão facilmente. Sofrimento? Não. Apenas aprendemos que a vida é realmente dura e nada foi feito para ser conquistado facilmente. A dor e o sofrimento são ótimos para acalentar seu espírito autodestrutivo. Passar muito tempo sentindo coisas ruins é bom para fortalecê-lo, para torná-lo tão rijo quanto uma pedra.

Não que isso o faça deixar de sentir todas as emoções do mundo, que o impeça de ter algum sentimento, apenas te faz ser mais racional com essas pequenas coisas. Porém, a raiva é algo crucial na vida de um ser humano, talvez seja o maior combustível para sobreviver. Talvez seja por isso que estou morrendo neste exato momento.

2 comentários:

  1. Qual o combustível da minha criatividade? Bem, melhor não responder.
    Realmente a raiva pode ter seu lado bom.Como por exemplo, impulsionar pessoas lesadas a terem atitudes, exterminar o medo, fortalecer desejos, motivar a conquistar alguma coisa, etc...
    A raiva sendo bem direcionada e com controle do comportamento explosivo, pode ser uma boa ferramenta.
    Perdoe quaisquer erros de ortografia, concordânciae de acentuação. Com preguiça para revisão do que escrevi. rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Agora fiquei curioso para saber qual o combustível da sua criatividade. rs rs rs

    Aqueles que aprendem direcionar a raiva e utilizá-la de forma produtiva, aprendem a viver bem na vida. =D Claro que essa não é uma tarefa muito fácil.

    Relaxa, não sou um mestre na língua portuguesa e todo comentário é sempre bem-vindo, com ou sem erros de ortografia. rs rs rs

    ResponderExcluir