Pensar ou não pensar, eis a questão.

Você pensa?

Um técnico encontra um problema na configuração "A" e abre um chamado para saná-lo. Feita a correção, enviamos para o técnico testar, o porém é que existem ainda as configurações "B", "C", "D" e "E". O técnico testa a configuração "A" e a "B", constata que há um problema e abre outro chamado. Dúvida: Por que testar a configuração "B"?

Muitos pensarão neste momento: "Mas por que não corrigiram todos?", "Como assim é necessário fazer uma correção para cada um se são apenas configurações?", a toca do coelho é um pouco mais profunda do que imaginam. O negócio é bem simples, para cada problema encontrado, independente de ser na mesma tela, deve haver uma requisição para solucionarmos o problema e termos isso registrado. Não é algo muito prático mas da maneira como escrevem as requisições e para evitarmos diversas coisas em apenas uma, fica bem mais simples procurar cada problema em uma requisição diferente.

Para consulta isso melhorou muito mas para a abertura das requisições, tornou-se algo desastroso, tudo isso por conta de testes não pensados. Mas o problema nem é não pensar para testar mas após a correção resolver testar algo que não pediu para corrigir. É igual querer comer dois pastéis quando pediu apenas um, vocês conseguem fazer isso?

Um dia compreenderei tamanha sabedoria que leva alguns seres a essa complexa manobra que serve apenas para atrasar um pouco mais a entrega da solução. Mas pensando em problema, esse em questão, foi cobrado porque era necessário para poderem fazer um treinamento no cliente. Detalhe interessante, bastava desmarcar algo na configuração para o negócio funcionar. Foi efetuada uma implementação para outra empresa de algo que nunca funcionou, por essa razão, se pensarmos bem, qual o problema de desmarcar o negócio? É, há o verbo pensar no meio da frase, esse era o problema.

Se pensassem um pouco mais, não precisariam adiar o treinamento, não precisariam encher o meu saco e atrapalhar a nova implementação muito mais importante que está ocorrendo. O que não compreendo é que uma solução lógica, ninguém consegue dar quando ela existe; as soluções totalmente sem sentido são dadas a todo momento. Não é algo realmente interessante?

Nenhum comentário:

Postar um comentário