Pense antes de fazer

Sinceramente, não quero mais programar...Se você já sabe que haverá possíveis problemas, na realidade transtornos, por que raios você deixará que o usuário crie logins em seu banco de dados com espaço ou qualquer caractere que possa dar fim naquele bendito comando SQL que você precisa usar em tempo hábil?
Foi super bacana revisar 193 nomes de usuários em busca dos caracteres proibidos, na realidade não precisei ver um a um, mas é complicado quando não se tem muito tempo para realizar uma tarefa e você precisa enfiar aspas nesses nomes com espaços e pontos.
Nessas horas, normalmente eu criaria rapidamente um programa para me auxiliar na tarefa chata, mas como o tempo era escasso e não eram tantas linhas a serem revisadas, fiz manualmente. Mas agora eu fiz uma rápida analise e percebi algo muito legal. Todas as ferramentas que criei em minha vida como programador, foram para resolver problemas que se nós programadores tivéssemos pensando criteriosamente antes, não seria necessário eu desenvolvê-los. Eu nunca criei um programa rápido e besta porque seria algo inovador, foi para resolver um problema deixado por um de nós programadores.
Isso me leva a outro pensamento: "Para que programamos?", simples a resposta, para automatizarmos diversos processos. Mas se a automatização do processo cria problemas, porque é impossível ter um sistema de grande porte com 0% de problemas, para que automatizar? Automatizar qualquer processo que seja possível é extremamente necessário nos dias de hoje, em que temos que fazer 1 milhão de coisas ao mesmo tempo, mas se você automatiza coisas e cria mais problemas do que soluções, é hora de rever os conceitos. Por isso eu sempre fui chato com certas coisas, como padrões, porque se determinados padrões fossem seguidos, não teríamos funções com "ç", acentuação e etc...

Nenhum comentário:

Postar um comentário