Zakk Wylde comenta sua saída da banda de Ozzy Osbourne

Em entrevista concedida a Ultimate Guitar, Wylde comenta sobre sua saída da banda de Osbourne e fala também sobre seu estado de saúde.

Você está bem? Você está se sentindo bem após o susto com a sua saúde?
Wylde: "Sim, bem, eu tinha os coágulos de sangue. Estávamos na estrada com os rapazes do Mudvayne e após cerca de uma semana minha perna começou a me matar. Eu pensava 'Que merda está acontecendo?' A dor era atrás do meu joelho e minha perna estava me matando e estava indo para baixo em meu calcanhar e então sentia que eu havia rasgado meu músculo da panturrilha ou algo assim. Eu não quebrei nada, porque eu não cai no palco, eu não viajei, não era como se eu estivesse brincando e caído ou tropeçado e batido alguma coisa. Eu estava tentando descobrir se era por levantar peso ou o que quer que fosse.
Se você chegou ao seu ponto máximo as pessoas te olham eu digo, 'Cara, eu ferrei o meu tornozelo, eu acho que não quebrou, mas eu torci. Apenas me dê uma semana e eu estarei de volta ao normal." Mas isso estava acontecendo durante cerca de uma semana ou mais e estava piorando. Eu colocava gelo depois do show e ia dormir. Eu pensava 'Que merda está acontecendo com minha perna, cara?' Eu não conseguia sequer colocar qualquer pressão sobre ela ou nem mesmo andar."

Sobre a situação com o Ozzy. O que aconteceu? Por que ele quis te substituir?
Wylde: "Bem, você sabe, eu amo Ozz e eu sempre o apóio no que quer que ele faça. Sem Ozzy, não haveria Zakk Wylde, não haveria Black Label. Quando Ozz ia tocar com o Sabbath, ele disse: 'Gente, eu estou indo embora por um tempo, eu vou tocar com o Sabbath.' Isto foi quando o Mike [Inez] se juntou ao Alice In Chains e eu comecei a tocar com o P&G mesmo antes do Black Label. Ele era assim: 'Gente se aparecer alguma oportunidade, vocês deveriam aceitar pois eu não sei por quanto tempo vou ficar com os caras [Sabbath]. Pode ser um ano ou dois anos".
Ozz sempre foi legal. Até mesmo quando gravamos o 'Down to Earth' o Ozz falou, 'Zakk, Eu escrevi as músicas com os outros rapazes e não quero ter de reescrever um álbum inteiro. Você pode vir e dar uma olhada nas músicas ou algo assim? Depois iremos para a estrada.' E eu disse 'Claro Ozz, sem problemas; o que você quiser fazer cara!"

Te incomodou saber que o Ozzy estava fazendo testes com novos guitarristas e não te avisou?
Wylde: "Quero dizer que conosco nunca houve quaisquer argumentos, não há brigas ou nada. É apenas: 'O que você quer fazer, Steve?' É como, 'Ahh, Zakk, eu quero ir tocar com esses caras agora.' É como com Slash e Scottie e todos os rapazes e se eles vão parar de tocar com o Velvet Revolver por um tempo. E então o Scott vai tocar com o Stone Temple Pilots; Duff vai tocar com o Loaded; Slash vai fazer seu trabalho solo; Matt vai tocar com o The Cult de novo e depois eles voltarão a se reunir. Não haverá problemas. É como no Genesis – o Mike tem o Mike And The Mechanics e o Phil faz seu trabalho solo e o tecladista faz trilha sonoras. E depois eles pensam, "Vamos nos reunir e fazer outro álbum.
Eu amo o Ozz e a Sharon; Sharon é como uma mãe pra mim. Barbara Ann [esposa do Zakk] ainda se encontra sempre com a Sharon. Elas vão no programa 'Dancing With the Stars' para ver a Kelly e tudo o mais. Elas saem juntas, almoçam e se divertem. Eu sempre falei pra todo mundo que chegaria o dia em que o Ozz ia falar 'Eu não quero mais fazer isso. E então o que nos faremos? É bom começarmos a pensar em algo.' Você está em entendendo?"

Certamente o Ozzy tem todo o direito de tocar com um novo guitarrista. Mas ele nem mesmo lhe disse pessoalmente o que estava fazendo e isso parece errado.
Wylde: "O Neil Zlozower [fotógrafo] estava fazendo uma sessão de fotos com o Gene Simmons e o Paul Stanley e ele ouviu que eu não estava mais tocando com o Ozz. E eu falei 'Tudo bem.' Acho que se o Tio Gene disse isso, então eu não estou mais tocando com ele. As pessoas me perguntavam e eu falava 'Dane-se cara.' Porque de qualquer forma eu estava na estrada com o Black Label Society. O último show que eu fiz com o Ozz foi em Dallas com o Metallica. E obviamente o Mike estava excursionando com o Faith No More.
Me lembro que foi durante o torneio de beisebol no ano passado, quando os Dodgers estavam jogando com os Phillies, e foi quando nós estávamos na casa do Ozzy apenas fazendo umas jams e o Mike estava lá tocando todos os dias. Nós estávamos só gravando e fiz por volta de 16 ou 18 músicas. Então eu pensava que quando estivéssemos fora da estrada seria como 'Oh, sim, o Ozz então terá tempo de colocar os vocais ou fazer o que mais ele quiser nelas.' O plano era conseguir terminar essa músicas, fazer um outro álbum do Black Label, e então começa a excursionar novamente.
Mas eu não sabia. Eu conversei com o Ozz e falei 'Hey cara, o que você tem feito? E ele respondeu 'Oh Zakk, só quero agradecer pois sei que seu tempo está escasso com tudo o que vem acontecendo'. E eu disse 'Não é pra tanto, Ozzy.' Eu estava na metade da agenda de shows com o Black Label e eu já havia me comprometido com os caras em fazer os shows. Eu iria cancelar um dos shows e pegaria um avião para fazer este show com o Ozz, depois do show, no dia seguinte voaria de volta para tocar com o Black Label na turnê 'Pedal to the Metal'".

Então o Ozzy encontrou um outro guitarrista para o show.
Wylde: "Sim, o Ozz falou 'Zakk, acho que nesta música vou usar outro guitarrista.' Eu disse 'Oh, tudo bem Ozz, sem problemas. Se você precisar de mim me avisa, você sabe onde me encontrar. Basta um telefonema. Eu te amo, irmão'. E foi isso cara."

Você já ouviu o Gus G. tocar?
Wylde: "Estou certo de que ele pode dar conta do recado se tiver de tocar as músicas do Randy ou do Jake. Obviamente ele sabe o que está fazendo."

Ele é um bom guitarrista.
Wylde: "Legal; bom pra ele. Isso é como quando o Joe Holmes estava tocando e seja o Gus G ou seja lá quem for tocar, eu desejo a ele tudo de bom. Se você for tocar com o Ozz, espero que você se divirta tanto quanto eu me diverti. Somente um terço do que eu me diverti com certeza já será demais, cara."
Fonte: Kiss FM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário