Dream Theater - Octavarium (Live from Score)







Letra e tradução?

Dream Theater - Octavarium

I. Someone Like Him (0:00-8:50)
(Lyrics: John Petrucci)

I never wanted to become
Someone like him
So secure
Content to live each day
Just like the last
I was sure I knew that
this was not for me
And I wanted so much more
Far beyond what I could see
So I swore that I'd
never be someone like him

So many years have passed since I proclaimed
my independance
my mission
my aim
and my vision
So secure
Content to live each day
Like it's my last
It's wonderful to know
That I could be
Something more than what I dreamed
Far beyond what I could see
Still I swear that I'm
missing out this time

As far as I could tell
There's nothing more I need
But still I ask myself
Could this be everything?
That all I swore
That I would never be was now
so suddenly
The only thing
I wanted
To become
To be someone just like him


II. Medicate (Awakening) (8:45-12:15)
(lyrics: James Labrie)

A doctor sitting next to me
He asked me how I feel
Not sure I understand his questioning
He says I've been away a while
But thinks he has cured me
From a state of catatonic sleep

For 30 years where have I been?
Eyes open
But not getting through to me

Medicate me
Infiltrate me
Side effects appear
As my conscience slips away
Medicate me
Science failing
Conscience fading fast
Can't you stop what's happening?

A higher dosage he prescribes
But there's no guarantee
I feel it starting to take over me
I tell them not to be ashamed
There's no-one who's to blame
A second shot a brief awakening

I feel the relapse can't break free
Eyes open
But not getting through to me

Medicate me
Infiltrate me
Side effects appear
As my conscience slips away
Medicate me
Science failing
Conscience fading fast
Can't you stop what's happening?


III. Full Circle (12:15-18:27)
(Lyrics: Mike Portnoy)

Sailing on the
Seven seize the
Day tripper
Diem's ready

Jack the ripper
Owens Wilson
Phillips and my
Supper's ready

Lucy in the
Sky with diamond
Dave's not here
I come to save the

Day for nightmare
Cinema show
Me the way to
Get back home again

Running forward
Falling back
Spinning round and round
Looking outward
Reaching in
Scream without a sound

Leaning over
Crawling up
Stumbling all around
Losing my place
Only to find I've come full circle

Flying off the handle with careful with
That axe eugene gene the dance machine
Messiah light my fire gabba gabba
Hey hey my my generation's home again

Running forward
Falling back
Spinning round and round
Looking outward
Reaching in
Scream without a sound

Leaning over
Crawling up
Stumbling all around
Losing my place
Only to find I've come full circle

IV. Intervals (18:28-19:56)
(Lyrics: Mike Portnoy)

(Root)
Our deadly sins feel his mortal wrath
Remove all obstacles from our paths

(Second)
Asking questions, search for clues
The answer's been right in front of you

(Third)
We try to break through, long to connect
We fall on deaf ears and failed muted breath

(Fourth)
Loyalty, trust, faith and desire
Carries love through each darkest fire

(Fifth)
Tortured insanity, smothering hell
Try to escape but to no avail

(sixth)
The call of admirers, who claim they adore
Drain all your lifeblood but begging for more

(Seventh)
Innocent victims of merciless crimes
Fall prey to some madmen's impulsive designs

Step after step we try controlling our fate
When we finally start living it's become too late

(Eighth)
Trapped inside this octavarium
Trapped inside this octavarium
Trapped inside this octavarium
Trapped inside this octavarium


V. Razor's Edge (19:56-24:00)
(Lyrics: John Petrucci)

We move in circles
Balanced all the while
On a gleaming razor's edge

A perfect sphere
Colliding with our fate
This story ends where it began


Dream Theater - Octavarium

I. Alguém Como Ele (0:00-8:50)
(John Petrucci)

Eu nunca quis me tornar
Alguém como ele
Tão seguro
Feliz em viver cada dia
Como se fosse o último
Eu tinha certeza de que
Isso não era para mim
E eu queria muito mais
Muito além do que eu poderia ver
Então eu jurei que eu
Nunca seria alguém como ele

Tantos anos se passaram desde que eu proclamei
Minha independência
Minha missão
Meu objetivo
E minha visão
Tão seguro
Feliz em viver cada dia
Como se fosse meu último
É maravilhoso saber
Que eu poderia ser
Algo mais do que eu sonhei
Muito além do que eu poderia ver
E ainda eu juro que eu
Evito esse tempo

Até onde eu possa falar
Não há mais nada que eu preciso
Mas eu ainda me pergunto
Seria isso tudo?
Então eu jurei
Que eu nunca seria como agora
Então de repente
A única coisa que
Eu quis
Era me tornar
Era ser alguém exatamente como ele

II. Medique (O Despertar) (8:45-12:15)
(James LaBrie)

Um médico sentando ao meu lado
Ele me perguntou como eu me sinto
Não tenho certeza se entendo seu questionamento
Ele diz que eu estive ausente por um tempo
Mas acha que me curou
De um estado de sono catatônico

Por 30 anos onde eu estive?
Olhos abertos
Mas não me penetrando

Me medique
Me infiltre
Efeitos colaterais aparecem
Enquanto minha consciência vaga para longe
Me medique
Falha da ciência
A consciência desaparecendo rápido
Você não pode parar o que está acontecendo?

Uma dosagem maior ele prescreve
Mas não há garantia
Sinto que isso começa a tomar conta de mim
Eu digo a ele para não se envergonhar
Não há ninguém para culpar
Uma segunda tentativa, um breve despertar

Eu sinto o relapso, não consigo me libertar
Olhos abertos
Mas não me penetrando

Me medique
Me infiltre
Efeitos colaterais aparecem
Enquanto minha consciência vaga para longe
Me medique
Falha da ciência
A consciência desaparecendo rápido
Você não pode parar o que está acontecendo?

III. Volta Completa (12:15-18:27)
(Mike Portnoy)

Navegando nos
Sete mares
Apanhem o turista
O carpe diem está pronto

Jack o Estripador
Owens Wilson
Phillips e minha
Ceia está pronta

Lucy no
Céu com diamantes
Dave não está aqui
Para salvar o

Dia para o pesadelo
Cinema
Me mostre o caminho para
Voltar para casa novamente.

Correndo para frente
Caindo para trás
Girando e rodopiando e rodopiando
Olhando para fora
Alcançando dentro
Grite sem fazer som

Inclinando-se sobre
Rastejando para cima
Tropeçando em toda parte
Perdendo meu lugar
Apenas para descobrir que completei uma volta

Perdendo a cabeça, cuidado com
Aquele machado, Eugene, o gene a máquina de dança
Messias acenda meu fogo, gabba gabba
Hey hey minha geração está em casa novamente

Correndo para frente
Caindo para trás
Girando e rodopiando e rodopiando
Olhando para fora
Alcançando dentro
Grite sem fazer som

Inclinando-se sobre
Rastejando para cima
Tropeçando em toda parte
Perdendo meu lugar
Apenas para descobrir que completei uma volta

IV. Intervalos (18:27-19:56)
(Mike Portnoy)

(Tônica)
Nossos pecados mortais sentem sua ira mortal
Remova todos os obstáculos do nosso caminho

(Segunda)
Fazendo perguntas, busque pistas
A resposta tem estado bem na sua frente

(Terça)
Nós tentamos atravessar desejamos conectar
Caímos em ouvidos surdos com respiração falha e muda

(Quarta)
Lealdade, confiança, fé e desejo
Carregam o amor pelo fogo mais obscuro

(Quinta)
Insanidade torturante, um inferno asfixiante
Tento escapar mas sem êxito

(Sexta)
Os chamados dos admiradores que clamam a quem eles adoram
Drenam todo seu sangue vital enquanto imploram por mais

(Sétima)
Vítimas inocentes de crimes hediondos
Caem presas aos planos impulsivos de um louco

Passo a passo tentamos controlar nosso destino
Quando finalmente começamos a viver já é tarde demais

(Oitava)
Preso dentro desse Octavarium
Preso dentro desse Octavarium
Preso dentro desse Octavarium
Preso dentro desse Octavarium

V. Fio da Navalha (19:56-24:00)
(John Petrucci)

Nós nos movemos em círculos
Balançamos o tempo todo
No reluzente fio da navalha

Uma esfera perfeita
Colidindo com nosso destino
A história acaba aonde começou

Nenhum comentário:

Postar um comentário