Está se sentindo sozinha?

Pega um paraquedas porra!Voltando do almoço, começo a contar no elevador um quase acidente que presenciei. Uma moto, passando pela faixa, foi quase atropelada por um gol, se os dois caíssem, eu bateria neles porque não daria tempo de frear e comentei que morreria.
Do nada, uma das tias que estavam no elevador conosco, se vira para minha pessoa e comenta: "Não morreria, não. O cara da moto morreria.", respondi seco que estava de moto também e ela olha com uma cara de desconsolada e sem graça e diz: "Ah".
Já puto da vida, viro para o lado resmungando: "Cai de paraquedas na porra da conversa e não sabe de porra nenhuma. Vai tomar no cu...", ela notou que eu fiquei muito puto e nem respondeu, mas comentou algo com meu sócio.
É por isso que digo: "Está carente? Vai dar porra...", quer conversar, vá visitar os filhos. Quer tricotar? Vá para uma mesa de jogo onde só há velhinhas. Quer se meter na conversa dos outros, primeiro entenda a porra da conversa caralho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário