Não quero mais trabalhar fora de casa

Vou tomar um passe também...Saio de casa já pensando em passar no posto para abastecer, ainda roubo R$ 15,00 porque esqueci de retirar dinheiro em algum caixa eletrônico. Chego ao posto, cumprimento as pessoas e peço para que coloque R$ 15,00 de gasolina V-Power, converso com outro frentista enquanto um abastece. Quando reparo na bomba de gasolina, surpresa, o cara parou em R$ 20,00. Fiquei olhando com aquela cara de cu, tentando imaginar que parte ele não entendeu quando o frentista amigo meu falou para ele abastecer com R$ 15,00. Comentei que era para colocar apenas R$ 15,00, adivinhem a cara que ele fez quando falei isso com a cara de ódio que tenho...
Tudo bem, vamos passar o cartão, R$ 5,00 não fará tanta diferença na minha pobre vida mesmo, não será isso que tirará meu bom humor hoje. Apesar de ter saído já estressado de casa, tentei me conter e ficar de bom humor. Saio do posto de gasolina, sigo em direção ao trabalho, consigo encontrar um velho na minha frente, com aqueles carrinhos que mais parecem carrinhos de controle remoto. O filho da puta resolveu ser caridoso e em cada saída de estacionamento ele parava para quem estivesse saindo, legal que o cara sabe dosar a merda do pedal de freio e as luzes de freio com certeza estavam funcionando para avisar o otário que estava logo atrás dele.
Quando finalmente consigo me livrar do velho filho da puta que estava atrapalhando o trânsito, pego algo mais agradável ainda atrapalhando, um caminhão parado em uma rua de grande movimento, isso porque ali é proibido estacionar durante aquele horário. Fico olhando dois caras enrolando para descarregar a merda de um vaso sanitário em um prédio. Esse é o tipo de coisa que me deixa muito puto quando estou no trânsito, ver um filho da puta parado em local proibido, atrapalhando o trânsito e o cara nem aí para o resto do povo. Provavelmente esse filho da puta deve pensar assim: "O resto que se foda...", porque tenho certeza que se ele não pensasse assim, ele não teria coragem e nem a cara de pau de parar ali.

Nenhum comentário:

Postar um comentário