Tranquilidade até agora

Estamos tranquilos...É, as férias fizeram muito bem a minha saúde mental e física, pelo menos até agora estamos tranquilos. Havia até mesmo uma aposta para saber quanto tempo eu duraria até surtar como antes, mas ninguém ganhou pelo que estou sabendo.
Claro que esses 3 primeiros dias foram me por à prova, se acreditasse em deus, muito provavelmente eu pensaria mesmo dessa maneira. Na segunda, até que não passei por muita coisa desagradável, aliás, coisas que me desagradam. No entanto, ontem tive minha primeira prova, uma senhora puxou conversa do nada comigo, estava com o pequeno pequerrucho, mas foi diretamente para minha pessoa que ela dirigiu a palavra. Veio comentar sobre o táxi que não estava esperando ela, que há 1 milhão de anos acompanhava-a e sempre a esperava para levá-la de voltar ao lar. Pensei por alguns instantes, o que eu teria a ver com aqueles comentários, mas me contive e não surtei, até mesmo tentei ver se encontrava o táxi dela, já que haviam dois parados em frente ao prédio.
Mais tarde outra senhora me pergunta onde fica a Av Paulista, explico, explico e continuo explicando, antes mesmo de terminar minha explicação ela me dá as costas e caminha na direção indicada, também consegui não me estressar. Ontem até aconteceu algo bacana, descemos para fumar e vi um senhor e sua filha parando o carro em frente ao prédio, bem na frente do poste onde existe uma placa muito bem visível indicando que ali é proibido estacionar, comentei com o pequeno pequerrucho, como sempre, que acho aquilo absurdo, mas não surtei e nem tirei fotos ou filmei porque deixei a camera em casa. Mais ou menos 1h depois, descemos novamente para fumar e vimos o carro ainda parado ali. Comentei que deveríamos ligar para o CET e fazer uma denúncia, não se passaram nem 5 segundos depois de comentar minha vontade e aparece uma moto do CET. Ele parou em atrás do carro, ficou olhando, olhou para o lado, puxou seu talão e começou a aplicar a multa, assim que ele começou a escrever, a filha do senhor saiu correndo do prédio para provavelmente se justificar. Não ouvimos direito a conversa mas o mais engraçado foi o comentário de eles acharem que aquela placa indicava que a partir daquele poste não poderiam estacionar. Fiquei totalmente abismado, fiquei besta e comecei a rir como uma hiena, foi a pior desculpa que ouvi em minha vida, isso porque do outro lado existe uma placa desse tipo e é bem notório a diferença.
Eu sou do seguinte pensamento, se você não sabe nem mesmo ler a porra de uma placa de trânsito, você não está apto a guiar um veículo motorizado, compra uma bicicleta por favor. Mas o mais engraçado, é que o velhinho que fez a cagada quis discutir mas logo desencanou e a pobre menina ficou desconsolada e inconformada. Eu ia aplaudir o cara da CET mas preferi não arrumar encrenca. Mas é muita cara de pau parar bem ao lado da placa, se fosse um pouco mais a frente, até poderia inventar a desculpa de que não viu a placa, mas aquilo que eles fizeram foi muita cara de pau mesmo. Mesmo assim consegui não surtar com essas coisas absurdas que vi nesses 3 primeiros dias de trampo, não postei nada no twitter com a tag #estressenotalo e espero não postar por um bom tempo. Mesmo voltando de férias e tendo que ver novamente algumas coisas que me estressaram demais, estou levando, por enquanto, tudo numa boa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário