Broken

Broken.Onde estou? Quem apagou as luzes? Por que está tão escuro aqui? Me sinto perdido no meio do nada, não sinto mais meu corpo, simplesmente vago em meio a escuridão como se já não pisasse no chão. Isso é alguma outra dimensão? Não creio nisso, acredito somente em um plano e este é o planeta terra. É um imenso vazio, uma sensação de frio, de solidão.
Um dia eu tive uma visão, de repente ela foi embora, claro que não foi do nada, mesmo que eu tenha afastado essa visão, acredito que não deveria partir tão cedo. Palavras, palavras e palavras, foram simplesmente escarradas da boca para fora sem nenhum sentimento? Eu custo a acreditar que não fora em vão, que realmente existiram tais sentimentos e que eles foram de fato sinceros. Mas quando começo a recompor a história, colocar as peças em seus devidos lugares, nada me passa pela mente a não ser que foram realmente simplesmente palavras.
Talvez houvesse de fato algum sentimento escondido, mas acredito que mal se formou e morreu. Culpa minha? Sim, em partes, na realidade, em grande parte de toda história. Como sempre a história termina da maneira mais simples, eu afastando alguém de mim porque acho que não sou a pessoa certa ou a esperada. Sinal de desespero? Não, não foi uma atitude impensada, foi tomada com todo cuidado possível, porque o futuro incerto talvez seria mais doloroso que o passado incerto. As certezas que eu sempre tive em relação a essa imagem talvez continuem em meu subconsciente, talvez aqueles sentimentos que eu acredito que tenham partido ainda existem em algum lugar do meu cérebro. Cérebro? Sim, não existem outro lugar que nos faça sentir tudo que sentimos, desde a dor ao amor, na realidade, esses dois sentimentos são apenas um. Talvez não, vejo muitas pessoas felizes nessa vida, talvez eu não compreenda esse tal de amor ou talvez o confunda com outra coisa.
Muitos me dizem que preciso arrumar outra pessoa, outras dizem que nunca conseguirei arrumar alguém que me suporte. Realmente isso é fato, me suportar não é algo tão simples, exige um grande estudo, muita técnica, além da paciência que deve ser de chinês. Talvez esteja na hora de sair do meu mundo e conhecer outros mundos diferentes, talvez seja cedo demais, talvez eu realmente não deva conhecer nada. Não sei, eu acredito que vivo muito bem sozinho, não tenho que me preocupar com ninguém a não ser a família e alguns poucos amigos, o que mais um ser humano quer para si?
Para uma pessoa problemática como eu, não é fácil encontrar alguém, principalmente porque não gosto de nada. Tudo me irrita, tudo me estressa, gosto das coisas como estão, eu e somente eu. Não tenho que me preocupar em dar satisfações, em deixar mexer no computador, celular ou qualquer outra coisa. Não tenho que dar explicações sobre onde estou, com quem estou e o que estou fazendo, e me sinto muito bem dessa maneira. Claro, existem algumas coisas que se você tiver alguém para compartilhar, ficam muito mais interessantes, mas as demais, acredito que não seja necessário mais que uma pessoa. Mas resumindo, será isso um medo de compartilhar a vida com alguém ou será simplesmente um coração realmente danificado?

Nenhum comentário:

Postar um comentário