A nova evolução

Evoluir? Para que?De repente, sem computadores, sem dinheiro, apenas vivendo da troca de alimentos plantados por você mesmo... E se o mundo não tivesse evoluído até aqui? O que seria da humanidade? Um bando de retardados, que não utilizariam quase nada do seu cérebro para desenvolver algo importante na vida?
Mais interessante ainda é o profissional que se permite estagnar a ponto de não acompanhar as novas tendências em sua área. Fico imaginando o que se passa na cabeça dessas pessoas da "nova" safra que escrevem de uma forma ilegível, e não estou falando de uma caligrafia medonha. A fase de achar a escrita de fulano ou ciclano horrível é aceitável nos dias de hoje, tendo em vista que a grande mal sabe escrever e ler.
Alguns são simplesmente preguiçosos, outros ociosos demais para que seu corpo lhes permita adquirir mais conhecimento e evoluir para um novo patamar, para pelo menos tentar almejar um futuro mais digno de seus ganhos. Eu nasci com um pequeno problema, não gosto da estagnação, mais do mesmo não serve para nada. Claro que as experiências adversas do cotidiano ajudam a evoluir, mas também ajuda você ter interesse próprio e correr atrás de mais conhecimento para sua vida. Não só como profissional mas também para seu lado pessoal evoluir junto. Não acho cabível aceitar as condições impostas e ficar esperando as coisas caírem do céu. Se você tem capacidade e talento para tal, valorize isso e sempre vá em busca do próximo passo, com certeza muitos notarão essas diferenças em sua vida. Agora, não espere nada de mão beijada, não espere que nada caia do céu, porque como sempre digo, do céu só vem chuva mesmo. E mesmo que eu conseguisse ter 1% do meu pensamento voltado a deus, com certeza também não ficaria esperando um milagre, então, abaixe as mãos e comece a comer os livros. Aproveite também que você vive na era digital, onde conseguimos encontrar de tudo na net, desde as coisas inúteis até as úteis, com certeza é possível aprender muita coisa apenas consultando o mesmo google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário