Simpático?

Deus escreve?Hoje levei minha filhota para fazer revisão, aproveitei para passar em uma Besni da vida para comprar mais um blusa porque estou precisando.
Entrei, fui super bem atendido por uma garota bacana, realmente simpática e atenciosa. Perguntei sobre uma blusa, ela me mostrou, experimentei e gostei. Disse que também queria um moleton, no entanto só tinham com zíper, mesmo assim ela foi verificar se encontrava uma no estoque sem, não encontrou, então fiquei apenas com a blusa.
Fui para o caixa, demorou, demorou, demorou, assim que cheguei na caixa para ser atendido, notei que a mocinha que estava lá não estava muito bem humorada. Mesmo assim resolvi ser simpático como sempre fui e abri um sorriso e dei bom dia, perguntei se estava tudo bem, aquele cumprimento básico que todos utilizam. Ela me respondeu que não estava tão bem quanto eu, não deixei a conversar acabar ali e disse para não esquentar que logo mais também iria trabalhar. Ela deu um sorriso meio sem graça, disse que fazia parte da vida, que um dia ganharíamos na mega-sena. Ela melhorou seu humor e disse que faltava tempo e dinheiro para tal, comentei que realmente a falta de tempo é uma coisa que priva muitas pessoas. Assim que entreguei meu cartão e meu documento, ela comentou sobre a barba enorme que estava na foto e disse que a atual ficava mais bonita em mim. Comentei que gosto mais da foto, mas que minha cunhada sempre insistiu para eu não deixar a barba daquele jeito. Ela disse que eu ficava muito mais bonito assim, ainda mostrou o documento para a amiga e ela fez o mesmo comentário.
Disse que tinha sorte de não ter mulher porque aí posso deixar a barba da maneira que quiser. Ela deu um sorriso e comentou que eu não havia encontrado a tampa certa, comentei que encontrei mas que perdi a oportunidade e ela havia se casado com outro. Ela ficou meio desconsolada e disse que logo mais arrumaria alguém porque sou muito simpático. Dei risada e ela ficou tentando lembrar uma frase, ainda comentou que não sabia se eu acreditava em deus, mas que ele sabia o que fazia e que ele "escrevia certo por linhas tortas". Na realidade, fui eu quem lembrou da frase...

Nenhum comentário:

Postar um comentário