As guerras do dia a dia

Você é um moleque... Um moleque...Sinceramente, odeio pessoas que acham que seguir determinada profissão dá muito dinheiro, que dá status ou qualquer outra coisa que não seja a plena satisfação com sua profissão. Acho engraçado, depois que houve o "bum" da informática no país, todo aspirante a "hacker" sente que pode ser mais uma na área de TI e que poderá ganhar muito dinheiro com isso.
Infelizmente, virou fato que em todas as áreas existem pessoas que não atendem os pré-requisitos mínimos e mesmo assim mantém suas cadeiras cativas em diversas empresas do ramo. É triste admitir, mas o mundo está cheio de oportunistas em todas as áreas, na realidade, muitos embarcam com a falsa sensação de que ganharão quantias exorbitantes em espécie, que serão algum Bill Gates ou algum Steve Jobs, são os exemplos que tenho para citar. Ainda existem, muito poucos, mas existem aqueles que são realmente apaixonados pelo que fazem, que se atiram de cabeça em busca do conhecimento para um dia poder bater no peito e dizer que superou diversos limites para chegar no patamar em que chegaram. Alguns merecem o reconhecimento, são pessoas que venceram, que lutaram, batalharam e realmente merecem estar onde estão.
Infelizmente os oportunistas, na realidade, acredito que a palavra "pilantra", caberia melhor ao cidadão. Esses são aqueles que conseguem ludibriar diversas pessoas, que empurram sempre com a barriga qualquer coisa que precisam fazer ou conhecimento que precisam adquirir. O engraçado, é que muitos não percebem pessoas assim, eu tenho sérios problemas em relação à isso, em pouco tempo de trabalho, você consigo separar o joio do trigo e sei que tenho 4 peças na mão que são assim. Talvez as diversas tentativas tenham cansado seus respectivos coordenadores, em alguns casos, alguns preferem até fingirem que não veem da mesma maneira que vejo, e ficam apenas aguardando um oportunidade para se livrarem de todo o mal. Por que o simples fato do cidadão não possuir perfil técnico para coisa, já não serve para uma boa demissão?
Todo mundo quer ganhar dinheiro, todo mundo precisa disso para sobreviver, mas por que tirar a oportunidade de quem realmente tem vontade e quer aquilo para si? É fácil entrar em qualquer corporação com indicação, mesmo que você seja um merda, quando alguém te indica, esse alguém confia ou gosta muito de você e quem recebe a indicação, provavelmente levará isso em conta. Mas é incrível, a máscara cai sempre após seis meses, parece carta marcada, parece coisa do destino, mas acredito mais que a pessoa já se sinta confortável para não ter mais que se esforçar para mostrar o quanto ela vale.
Fico imaginando se eu tivesse trilhado o mesmo caminho, mas sem me esforçar da maneira como me esforcei. Se simplesmente resolvesse perguntar tudo aquilo que eu precisava fazer ao invés de buscar o conhecimento sozinho, será que seria o mesmo profissional que sou hoje? Não que seja um excelente profissional, tenho meus defeitos como todos, afinal de contas, apesar de não demonstrar que penso dessa maneira, mas ninguém é perfeito. Desde que comecei a atuar nessa área, nunca quis o comando, nunca quis administrar uma equipe, porque sempre soube o quanto injuriado era em relação à pessoas que não querem saber de trabalhar. Sempre aceitei que não tinha perfil de coordenador, tenho o pulso firme, pondero determinadas coisas, mas em muitos outros aspectos sou um péssimo coordenador, sou um péssimo exemplo de pessoa para toda sociedade que me cerca.
Talvez um dia me conforme como todos e desencane um pouco das coisas. Quem sabe eu chegue ao ponto de permitir que certas coisas que não deveriam passar em branco, sejam passados. Quem sabe uma tragédia em um cliente nem seja comentada por minha pessoa. Eu acredito que um dia chegarei nesse ponto, que é o que chamo de conformismo, mas diferente de mim, outros comentam que é a vida, que cada um é cada um e que todos possuem seus limites e não os superarão. Por enquanto ainda acredito que com muito esforço, diversos dos limites podem ser superados, que nossos limites são impostos apenas pelas nossas mentes. Mas se um dia conseguir entrar nesse conformismo genérico, com toda certeza já terei mudado de área de atuação.

2 comentários: