25º dia

Nem tudo é anormal.Nem tudo é anormal em termos de estresse, o que passei no sábado, todo aquele nervoso não devia ser levado como algo tão anormal, apesar que esse tipo de coisa agora me deixa encanado às vezes.
Sinceramente, tem horas que não sei se estou exagerando no nervoso ou se estou nos níveis normais de pessoas normais. Claro que qualquer um ficaria nervoso porque acertaram seu veículo, mas o modo como meu corpo reage ao nervoso é que é realmente "assustador".
Hoje quase perdi a consulta, porque normalmente quando chego e a porta está trancada, é porque minha terapeuta ainda não está. Fiquei esperando por 25 minutos, tentei abrir a porta mais uma última vez, imaginando que ela poderia estar lá e ter trancado porque estava ocupada, sem êxito. Quando estava praticamente indo embora, por sorte ela me ouvia e foi ver sua porta. Mais um pouquinho e eu perdia mais uma consulta. Estava partindo meio triste porque realmente gostaria de ter a consulta de hoje, e foi extremamente boa, conversamos bastante sobre diversos aspectos que mudei.
O maior e sempre frisado, é o auto-controle que ganho a cada dia, apesar de ficar nervoso e pensar diversas merdas, também consigo me segurar para não explodir da forma mais convencional e conhecida de minha pessoa. Claro, não estou 100% à prova de explosões, mas pelo menos os surtos estão bem mais tranquilos que os anteriores, não estão em níveis normais ainda, mas estou bem melhores do que antes. Acredito que existam momentos em que eu não deveria me estressar, deveria deixar a coisa passar em branco, mas tem horas que são realmente inevitáveis. Detalhe importante, que pensei muito nessa manhã, deixar certas coisas para lá. Deixar a merda acontecer, mesmo quando tenho plena certeza de que dará merda, para mostrar as pessoas que seria realmente melhor fazer da outra forma sugerida. Isso é bom e ruim, o lado bom é que não me estressarei mais em diversos momentos, o lado ruim, é que quando me estressar terei que resolver a merda que ocorrerá. Mas quem sabe isso não me ajuda?

Nenhum comentário:

Postar um comentário