Amo minha profissão mas...

Amo a profissão mas não a equipe.Em tudo que escolhi na vida, e das diversas coisas que acabei largando, uma escolha mais que acertada foi a minha profissão. Estava adentrando um buraco escuro, onde não fazia ideia do que aquilo poderia ser mas foi uma escolha muito bem acertada. Já devo ter comentado algo similar em outros post, sobre o fato da minha primeira ex-namorada ter me ajudado a encontrar um curso e etc..., e graças à ela hoje ser o que sou, claro que nem tudo dependeu dela, mas o início de tudo se deu por ela. Naquela época ainda não sabia o que queria fazer da vida, não estava nem aí para nada e não corria atrás de nada mas ela me mostrou um caminho e trilhei até chegar aqui.
Foi uma das melhores escolhas, fato, mas no entanto existem diversos outros pontos que tentam me convencer do contrário, claro que em qualquer área existe esse tipo de coisa e pessoa. A única coisa que me incomoda é realmente não ter outras equipes dentro da mesma empresa ansiando pelo mesmo destino, a superação. É triste ver alguns se esforçarem enquanto outros tentam apenas ficar com as migalhas, porque é mais fácil de alcançar do que lutar pelo bruto. Um dia cheguei a me questionar se realmente existe esse tipo de coisa em qualquer outra empresa, nunca quis acreditar que todas sejam assim, que tenham péssimos funcionários ou pessoas que não estão nem aí para nada. Mas no fundo, sempre soube que existia, só não queria acreditar que o número de perdidos fosse muito superior ao número daqueles que querem vencer.
A triste realidade é que realmente existe esse tipo de coisa em qualquer empresa, algumas vezes mais, outras menos. A grande questão é que nem por isso devemos nos comparar às outras e simplesmente ficarmos "satisfeitos" porque estamos no padrão da maioria. Nunca é tarde para recomeçar, mas para isso é necessário ainda acreditar e isso não vejo mais em nenhuma das almas que ainda resistem firmes. Acho engraçado, já que aquilo sempre foi o "sonho" e a "esperança" de algumas delas, como sempre disseram. Ninguém quer batalhar para melhorarmos as coisas, eu exagero, mas ainda prefiro o exagero a não fazer nada. O grande problema é que desisti de certas coisas e também entrei para o mesmo marasmo que alguns ali enfrentam. Não que tenha abandonado o que tenho para fazer que é de total responsabilidade minha mas desencanei de "brigar", ou melhor, de lutar para que outros setores mantenham-se firmes quando necessário. Sim, desencanei porque é como muitos dizem, não adianta lutar sozinho, e era o que estava fazendo, brigando sozinho por uma causa perdida. Melhor assim, não me estresso mais com nada, não me importo com muitas coisas que sei que não darão em nada, apenas sigo atrás das coisas que ainda valem a pena e que realmente preciso fazer. Se ninguém enxerga o que eu vejo, então que as coisas continuem do jeito que estão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário