A luta contra o hábito de fumar

Parar de fumar?
Ontem iniciei uma nova saga, parei de fumar, algo que nunca pensei em fazer mas decidi fazê-lo. Motivos, não tenho algum que seja realmente sensato, talvez o dinheiro em questão seja o único. Normalmente a maioria das pessoas se preocupam com a saúde ou já estão com algum problema sério de saúde para decidirem parar, eu simplesmente pensei, refleti sobre diversos aspectos idiotas e resolvi parar de fumar.
Aspectos idiotas por que? Idiotas porque não são coisas realmente importantes, não são coisas que me matarão, o caso do dinheiro por exemplo, não me matará, continuarei pobre, sempre devendo para administradoras de cartões ou para algum banco que cobra exorbitantes taxas de juros, mas isso não me mataria. Se pensarmos em câncer, efisema e infinitas doenças causadas pelo fumo, essas sim me matariam. O grande problema é que minha mente é meio burra em certos aspectos e por mais que tenha a consciência de que terei problemas graves de saúde só daqui uns 10 ou 20 anos, não consigo criar uma forte razão para abandonar esse vício que tanto amo.
Mas comecei, sim, desde ontem estou quase morrendo ou matando, uma vontade enorme toma conta de minha mente, comanda meu corpo, entre outras coisas. O pior do vício é o hábito em si, em diversos momentos me vejo tentando pegar um cigarro, que já não está em minha mesa, porque já era algo compulsivo, totalmente automatizado. Era praticamente um robô, em diversos momentos em que não seria necessário fumar, eu fumava. Deixou de ser um simples prazer para virar mais que uma obsessão. Mas estamos ainda na luta, hoje, o segundo dia, está mais tranquilo, talvez o fato de ter vindo para o escritório tenha ajudado bastante. Estava com medo de chegar aqui e encontrar um maço em minha mesa e não me controlar, mas até que foi tranquilo. Estou mais tranquilo, porque até ontem não pensava em escrever sobre isso para não ficar me martirizando pensando em cigarros, mas acho bacana compartilhar isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário