Mais um dia

Sinceramente achei que seria muito mais simples conviver sem o cigarro mas notei que será muito mais complexo do que imaginei. A experiência do hospital foi "light" comparado ao que estou passando durante essa primeira semana. Acredito que muito disso foi por não ter pensando que havia parado lá no hospital, apenas estava dando um tempo porque não podia fumar, isso deixo o psicológico mais tranquilo. Já nessa semana que passo todo tempo pensando que parei de fumar, isso está abalando todo meu sistema nervoso, estou ficando meio pirado com tudo isso.
É uma experiência muito desagradável, não sei como foi para outros amigos que pararam de fumar, mas como nunca tive vontade e nem tenho vontade de deixar de fumar, esta experiência abalou todos meus neurônios. Já consigo enxergar meus 7 meses de terapia jogados no lixo, porque quase surtei essa semana e com certeza não seria um surto tão tranquilo.
Provavelmente, parte desse estresse que passei na terça e na quarta foi porque deixei de utilizar os patches de nicotina, imbecilidade, mas senti que não faziam tanto efeito. Hoje comprovei que servem realmente para alguma coisa, sinto ainda muita vontade de fumar mas consigo me controlar muito melhor. Deixei de utilizá-los porque senti que o patch que me deram no hospital era muito mais potente, porque ele tirou toda minha vontade de fumar, mas acho que o psicológico está bem diferente neste momento.
Ontem trapaciei e acabei dando 3 tragadinhas, não foi nada absurdo, nem senti prazer ao fumar, fiquei tonto, com um gosto horrível e dor de cabeça. Na realidade, a dor de cabeça me acompanha desde segunda, provavelmente por causa da abstinência e a raiva que anda me consumindo. O bom é que ainda estamos na luta...

Nenhum comentário:

Postar um comentário