Que nível é esse?

O que é real?
E de repente desperto, de um sono que mais parece a realidade. Diversos sonhos se passaram e às vezes não distinguo o que é sonho do que é real. Talvez minha mente esteja me pregando uma peça ou simplesmente meu subconsciente tenta alguma comunicação falha. Em diversos momentos cuspo palavras impensadas, talvez pensadas inconscientemente, em alguns momentos creio que meu subconsciente está no controle, que ele quem está comandando tudo, como se tudo não passasse de um simples sonho.
E por sonho não quero dizer que sinto como se estivesse pensando no futuro como algo belo, sonhando acordado ou coisa do gênero. Quando comento sobre sonho, quero dizer algo parecido com o filme "Inception", em certos momentos que acho que estou sonhando, parece que estou acordado vivendo aquilo e de repente percebo que não. Em diversos momento que penso estar acordado, começo a pensar em coisas sem nexo, sem sentido, que talvez nunca aconteçam, mas simplesmente passam pela minha cabeça como um filme e é algo tão rápido que não consigo pensar em outra coisa para que esse filme simplesmente pare.
Nesses últimos dias me sinto como se estivesse perdido no limbo, naquele nível de sonho de "Inception" onde não é qualquer um que volta, pois bem, acho que não estou conseguindo voltar. Acordo todas as manhãs me sentindo em um déjà vu, sinto como já tivesse vivido cada segundo do dia, como se não precisasse fazer mais nada além de dormir. Como no post em que comento do loop infinito, nada muda, tudo é extremamente igual e nada consigo fazer para mudar as coisas. É como se estivesse preso, acorrentado em minha própria vida ou sonho.
Talvez as mudanças que virão em um futuro muito próximo me tirem dessa sensação de torpor, dessa sensação de estar preso em um sonho dentro de outro. Espero que essa pequena parte que pretendo mudar mude muita coisa em minha consciência, que me faça acordar novamente para vida, que me faça soltar o grito que há tanto está preso nesta garganta. Há muito não me sinto vivo, há muito necessito fazer coisas extraordinárias, há muito essa reviravolta é adiada e adiada.
Chega de guerras, chega de consequências, chega de mais do mesmo. Quero acordar desse sonho, e do seguinte, do seguinte, até chegar a superfície, até voltar ao mundo real onde tudo permanecia tão difícil quanto nesses diversos níveis de sonho. O que para muitos seria esconder as coisas duras, na minha vida nada mudou, tudo continua ruim do mesmo jeito, tudo continua na mesma dificuldade, não importando o nível de sonho em que estiver. Está na hora de voltar a encarar a realidade, colocar novamente os pés no chão, antes que o precipício me puxe para uma viagem sem volta.

2 comentários:

  1. Isso é a mente querendo mudar!
    E esse post me fez lembrar de um filme, em que o cidadão acaba preso num dia. Toda vez que chegava a meia noite, ele apagava e acordava naquele mesmo dia às 7 da manhã. Não lembro do nome do filme agora.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que já vi um trailer sobre esse filme. Queria vê-lo!
    É, pensei nessa hipótese da mente querer mudar mas achei que a forma é meio incoerente. rs rs rs

    ResponderExcluir