Quero um mundo novo

Surreal.
Em diversos momentos, gostaria de poder fugir para um mundo inexistente, onde fosse possível superar qualquer problema sem quase enlouquecer. Percebo que a cada dia, tenho menos paciências com as pessoas, minha única preocupação, isso ocorre pelo fato de serem as mesmas perguntas idiotas ou porque já cheguei até meu limite?
Ainda acho que tenho um pouco de controle, porque sempre que perco a paciência, percebo que a perdi e tento voltar para o mundo real. O que me deixa realmente preocupado, é por que não consigo me segurar antes de sair? Talvez os anos tenham me calejado demais, talvez as cabaçadas tenham se superado.
As perguntas podem até mudar, mas as situações são as mesmas. Ainda me questiono se realmente as pessoas não conseguem pensar, se realmente é falta de capacidade ou pura preguiça.
Os fatos de hoje me fizeram lembrar da história da porta, que um de meus sócios me contou. Imagine um corredor cheio de portas e cada uma com uma fechadura diferente. O cidadão passa pela primeira porta porque é uma maçaneta básica, daqueles simples que estamos acostumados. A segunda, ele sente um pouco mais de dificuldade porque é uma maçaneta daquelas arredondadas. Na terceira, mais dificuldade ainda, porque é uma eletrônica. O detalhe interessante nessa história, é o fato de que a cada porta com mais dificuldade, o cidadão fica batendo a cara nela, sem pensar, sem tentar compreender como abrir a "nova" maçaneta.
Hoje vi a história da porta, tenta uma vez, outra, e outra, e outra. Pensei com meus poucos neurônios sobreviventes: "Quantas vezes precisa tentar fazer a mesma coisa para notar que não funcionará?", não consegui pensar em nada muito lógico. Legal, tente fazer de uma forma diferente. Opa! Funcionou.
É como sempre comentei, lógica não se ensina, não haverão livros que lhe ensinarão a ter lógica, o máximo que alguém pode fazer por você, é treiná-lo para ajudar a desenvolver sua lógica lhe colocando perante diversos desafios. Alguns discordarão, dirão que é possível ensinar lógica para uma pessoa, eu já desisti. Como o caso do "where" que contei no vídeo, eu sinceramente me desespero ao ver esse tipo de coisa. Fico realmente indignado em como é possível não ter uma raciocínio lógico e perceber que deveria passar algo a mais para o negócio funcionar.
Mas é como disse há alguns posts atrás, parei de escrever tanto sobre trabalho, porque é praticamente um "loop infinito", onde acontecem sempre as mesmas coisas e assim que a roda terminar de girar, voltará para o ponto inicial e tudo ocorrerá novamente e da mesma forma. É fácil notar isso, se pegarmos todos os posts da tag "coisas que eu odeio", notarão que muitos dos "problemas" são os mesmos com pequenas diferenças.
Eu gostaria de saber como lidar com essas coisas. Gostaria de ser mais tolerantes com a imbecilidade das pessoas, mas não consigo, não aprendi com todos esses anos na área. Fiz terapia para tentar ajudar, acho que parei cedo demais, mas é como minha psicóloga também comentou, não iria zerar, não é que nunca mais me estressaria, mas aprenderia a controlar mais essa emoção que me toma de tal forma, que um dia ainda serei capaz de matar e nem notarei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário