Desencontros.

O que esperar?
Já se sentiu perdido, quase em um desencontro causado pelo destino? Aliás, não sei se essa seria a definição perfeita para o que sinto neste exato momento. Mas tudo isso me fez lembrar do filme "A casa do lago", onde Alex e Kate, em um romance através de uma caixa de correio, estão "desencontrados".
Não é bem essa a situação, mas por um acaso esse filme me veio a cabeça. Sinceramente, não sei o que se passa, não sei o que sinto ou mesmo o que desejo. Talvez seja mais uma confusão básica que minha mente cria sempre que penso em mudar algo na vida. Acho que todo excesso que meu subconsciente cria em volta de determinadas situações ou circunstâncias, deve ser ignorado em alguns desses momentos. Pelo menos não me sinto no meio de uma crise, isso é algo realmente bom.
Mas me sentir perdido dessa maneira, me causa uma certa nostalgia, me faz temer certos confrontos mentais. Confrontos, porque parece que há uma batalha em minha mente, minha razão entra em confronto direto com a emoção, há um certo derramamento de sangue mas não consigo identificar quem está vencendo. A parte engraçada é que estou praticamente abstraindo certos comandos que meu subconsciente, insistentemente, tenta tornar real.
A razão me diz para ser como sempre fui, não tentar interpretar certas coisas, simplesmente pensar em algo realmente lógico, até porque ela não acredita que algo tenha realmente mudado. Já a emoção, se pudesse, me atiraria no meio de um fogo cruzado, sem colete e sem cartuchos disponíveis para efetuar alguns disparos para tentar me defender. Essa é uma das vantagens de termos certos controle, sobre certas coisas. Na realidade, às vezes, tenho dúvidas de que isso seja realmente bom.
Confusões mentais são boas, dependendo do foco, do que está te confundindo, mas em certos momentos lhe causa uma certa crise. Bom, pelo menos não cogitei a hipótese de precisar de alguma ajuda psicológica ou um tratamento mais sério. Aliás, talvez eu precise de alguma ajuda, porque nem sei mais a razão que me levou a escrever...
Escrito ao som de Bon Jovi - (You want to) make a memory.

Nenhum comentário:

Postar um comentário