As duas pequenas.

É muito amor.
É engraçado despertar grandes sentimentos por crianças que ainda nem nasceram, com quem você tem apenas contato pela barriga de outra pessoa. Mas é algo realmente incrível, apenas sentir uma delas chutando através da barriga de minha cunhada já me deixou extremamente feliz. Despertou sentimentos totalmente diferentes de quando ela estava grávida de meu sobrinho, até porque sempre fui meio encanado de colocar a mão na barriga de uma grávida mas "venci" esse pequeno empecilho.

Não sei quanto aos meus irmãos e cunhadas, mas estou muito ansioso para ver a cara das duas novas integrantes da família. Estou curioso com a reação do meu sobrinho quando ver suas irmãzinhas e mais um monte de sentimentos misturados e indecifráveis. Senti praticamente a mesma coisa quando esperávamos meu sobrinho, mas acredito que seja diferente quando falamos de gêmeas. Se pensarmos pelo quesito: "O Yama sempre quis ter duas filhas", claro que minha ansiedade é totalmente diferente.

Desde que minha cunhada e irmão decidiram os nomes, estou batendo cabeça pensando em uma nova tatuagem. Sim, farei mais uma, agora com o nome das duas, já tenho uma com o nome do meu lindo sobrinho e não poderia deixar de fazer uma para elas. A dificuldade está na minha total falta de criatividade que vem me assombrando há um bom tempo. Mas calma, ainda tenho um certo tempo, na realidade, não tenho um prazo exato para fazer essa tatuagem.

Agora só resta esperar pelo grande dia, torcer para que tudo corra bem já que não rezo e muito menos oro. Ficar atento dessa vez para não perder a primeira aparição de cada uma delas e ainda por cima filmar a reação de cada um que estiver por lá. Sim, eu sei, sou apenas um mas farei um "milagre" só porque minha querida cunhadinha pediu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário