E na terra sem lei...

Inception.

Sempre fui contra esse lance do controle de horário para trabalho, principalmente para profissões que exigem um potencial intelectual, porque o braçal sempre podemos nos esforçar quando não estamos muito bem. Agora, quando utilizamos o intelecto e o mesmo não está tão bem, há como forçá-lo a trabalhar?

Antigamente, quando não tinha noção do que era trabalhar com o cérebro, sempre dizia que o trabalho intelectual não cansava. Fazia graça com pessoas que trabalhavam sentadas em uma mesa de escritório, apenas utilizando o cérebro, dizendo que não havia motivos para reclamarem de algum cansaço. Quanto ingressei para área de TI mudei meus conceitos em relação à isso, descobri que o corpo não sobrevive sem a mente. Aprendi, talvez da pior forma possível, que quando a mente está exausta, não exista corpo que aguente qualquer coisa.

Mas voltando ao quesito do horário, sempre fui meio torrão em relação ao horário de algumas pessoas, mesmo algumas que trabalhavam com a mente. Não para ser simplesmente chato mas para criar uma certa disciplina no ser em questão. Sempre fiz isso visando o lado do camarada, porque eu não ligo mesmo para esse lance de horário mas se existe uma regra na empresa que insiste em ditar que é necessário cumprir-se um horário, tento ensinar as pessoas a criarem responsabilidade. Mas com o passar do tempo acabo relaxando e deixando passar certos atrasos.

O grande diferencial é quando uma pessoa é necessária em determinados horários. Por exemplo, não acho legal pessoas que trabalham com clientes externos chegarem atrasados. Muitas empresas funcionam apenas em horário comercial e você só consegue ser atendido após às 11h, não acredito que você, dono dessa empresa em questão, ficará muito satisfeito com isso. Nesses casos o horário devia ser respeitado ou será que sou muito exigente?

Penso em algumas situações que presenciei com alguns clientes, coisas que precisavam ser feitas no primeiro minuto do expediente da empresa cliente mas não aconteceram. Imagine uma produção parada porque dependem de um cara que nunca consegue chegar no horário, vocês ficariam felizes se fossem donos dessa empresa que não pode produzir? Ou outra que não pode liberar uma mercadoria porque o sistema não emitirá uma nota fiscal enquanto o cara que não chega no horário não fizer sua mágica, isso é realmente aceitável?

Até vejo o esforço de alguns que ficam após o expediente para tentar sanar diversos outros problemas, já que ninguém lida com apenas um cliente por vez, mas é algo para se refletir. Você pode trabalhar 18h por dia mas isso não compensará o seu atraso quando sua presença é de extrema importância às 8h. Não adianta tentar trabalhar, quando algumas coisas não dependem somente de você, se após o expediente não há nenhuma alma perdida na empresa. Nunca conseguirá contatar um cliente após o horário comercial, na maioria dos casos, e isso atravancará seu progresso. Por essas questões que saliento que, em alguns casos, não é legal você liberar um horário flexível para alguns de seus colaboradores. E sempre fique atento a esses casos antes que o problema do cliente seja o seu colaborador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário