E na falta de assunto...

Novas ideias.

Tem texto nesse sábado? Sinceramente, não.

Ando sem grandes inspirações para escrever, talvez porque não tenha mais motivos para tal como já comentei em diversos outros posts. Não que minha vida tenha virado de vez um marasmo, apenas porque não tenho do que reclamar nesses últimos tempos. É um fato até engraçado, meu irmão comentar com minha cunhada que estou muito feliz, há quanto tempo ele não fazia isso? Alguém faz ideia?

Realmente, há muito que não fico tão feliz como estou agora. Esse novo trabalho me fez voltar a vida, voltar a estudar, a batalhar por um lugar ao sol. Estou estudando SQL, quero desenvolver um projeto em .NET, agora estou me reconhecendo novamente todas as manhãs.

A cada dia fico mais feliz e orgulhoso por ter conseguido dar esse passo para um novo mundo, para mudanças que foram um pouco bruscas mas que foram todas de boa. Fico feliz por não ter mudado de emprego deixando inimigos para trás. Fico feliz que as coisas tenham terminado de uma maneira muito amigável, tanto que quero visitar meus amigos do antigo trabalho mas falta tempo mesmo.

Mas, verei um dia que eles ficarem até mais tarde e tomarei uma cerveja com eles. Pelo menos espero que ainda fiquem até mais tarde um dia qualquer. Afinal de contas, conviver com as mesmas pessoas por mais de 10 anos acaba criando diversos vínculos que serão para sempre. Considero todos da mesma forma que considerava enquanto trabalhei por lá. Sou grato por tudo que aprendi e todas as coisas que tive a oportunidade de aprender graças ao trabalho que me foi dado no início da carreira como programador.

Infelizmente não pude continuar por lá, sinto muita falta da galera, por mais incrível que possa parecer, mas se não fosse por eles, esse blog não existiria e nunca teria chegado onde cheguei. Mesmo aqueles que serviram somente de estorvo, me fizeram aprender algo muito valioso.

Mas, voltando ao assunto, espero ter novas inspirações para os textos. Talvez uma mudança brusca seja a saída para esse blog não morrer. Afinal de contas, desde 2009 que invisto tempo e loucuras para manter esse blog e mesmo com poucos leitores, faço questão de nunca deixá-los na mão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário