Brincando de ensinar.

Rebecca Adler.

Depois de muito tempo, resolvi dar aulas para um cara do trampo, realmente fazia muito tempo que não fazia isso. Será como um teste, veremos se ainda tenho paciência ou a quantas anda. A parte legal é que não preciso pegar do básico, ele já tem uma boa noção do que é programação, isso facilita muito a vida de quem ensinará.

Comecei no sábado passado e hoje rolará a segunda aula, se tudo der certo. Sinceramente, espero que esse garoto, que não é tão jovem assim, vingue. Há muito que não consigo encontrar alguém que sirva realmente para programar.

Gostei do cara, é esforçado e não fica esperando as coisas caírem do céu, pelo menos foi essa sensação que tive quando conversei com ele. Espero mesmo que ele vá pra frente e torne-se um programador excelente.

Vamos ver até onde iremos e até onde conseguirei ensiná-lo, quem sabe esse não será o segundo filhote como seu antecessor, pessoa que gosto muito e que sinto até falta de trabalhar junto. Não gosto quando me apego as pessoas, o negócio torna-se muito pessoal mas por outro lado isso é bom, porque é impossível ensinar alguém que não gostamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário