Felicidade.


Se um dia me apaixonar novamente, talvez nem perceba ou não compreenda. Talvez não saiba nem ao menos como contar para você, se é que farei isso um dia. Talvez demonstre sinais inconscientemente, sem ao menos perceber. Será que você conseguirá perceber e me ajudar nessa conquista?

Ah, se me apaixonar novamente, não sei se desejarei morrer ou desejarei você. A única coisa certa é que provavelmente terei medo de me machucar e talvez fique na minha ao invés de me declarar. Será que valeria a pena tentar novamente? Será que vale todo o risco de ficar mal novamente e sofrer durante algum tempo caso as coisas não funcionem?

Talvez um dia eu crie coragem novamente para tentar encontrar alguém. Novamente, como sempre digo, não que minha felicidade dependa de alguém ou algo do gênero mas como disse em outras oportunidades, dividir nossas alegrias com alguém é sempre especial.

Mas, sinceramente, não saberia como me comportar caso isso acontecesse. Talvez reagisse de forma natural, talvez minhas defesas ajam antes de permitir que eu sinta qualquer coisa por você. Acho que as barreiras são tantas que não corro esse risco mas é sempre bom tentar evitar esse tipo de situação.

Fico curioso imaginando como seria me apaixonar novamente, como reagiria, o que faria... Estou muito feliz nesses cinco anos sem ninguém, contente com o trabalho e tudo mais. De vez em quando sinto falta de ter alguém para compartilhar, mas essa falta sempre é suprimida pela família que tanto amo. Claro que algumas coisas que desejo, eles não podem dar, mas para isso temos outra forma para ficarmos tranquilos.

Se um dia acontecer, talvez me dê novamente essa chance ou saia correndo para evitar ao máximo isso. Se resolver dar uma chance, que não seja nada desastroso e estressante. Não quero magoar, nem ser magoado e espero que não seja algo completamente incerto e supérfluo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário