Queria algo a mais...

Amor e outras drogas.

Não queria apenas um beijo ou uma transa, queria algo mais, queria algo sério, mas você nunca conseguiu compreender isso. O lance que tivemos foi bacana, interessante, mas queria mais, queria te foder todos os dias, beijar sua boca todas as manhãs e quem sabe um dia dizer...

Mas, não, você logo me jogou pra fora de sua vida. Me dispensou como se fosse uma blusa que usou e não queria mais. O que poderia fazer? Afinal de contas, tínhamos combinado isso praticamente. Nos faríamos apenas um favor, mataríamos nossa necessidade de carne e prosseguiríamos como se nada tivesse acontecido. Mas há muito que eu queria ficar com você, há muito que te desejava como alguém sedento por água no meio do deserto.

Com certeza é algo passageiro, afinal de contas, não deu tempo para me apaixonar. Mas fiquei realmente com vontade de levar algo um pouco mais sério com você. Tive a impressão que funcionaríamos como um casal, talvez muito melhor que vários que vejo por aí.

Pensei em te ligar mas achei que não valeria a pena. Não por conta do esforço, mas porque achei que não voltaria atrás e não mudaria de ideia. Acho que foi realmente melhor te deixar em paz, acredito que se um dia mudar de ideia me ligará marcando alguma coisa. Cheguei a pensar no seu medo de se envolver, naquele medo que sempre me confessou ter quando entrava em algum relacionamento um pouco mais sério.

Pensando bem, você fez certo, eu não faria bem a você e poderíamos perder a amizade. Acho que te faria tão mal que talvez nunca mais se apaixonasse na vida. Devo ter confundido o que sentia no passado e talvez não correspondesse caso se apaixonasse por mim. É, tomamos a melhor decisão.

8 comentários:

  1. Sacanagem! Plagiei sem querer. rs rs rs

    Agora fiquei com vontade de ler esse livro. =D

    ResponderExcluir
  2. Me aventurarei qualquer hora. =D

    ResponderExcluir
  3. Esse comentário era para ter sido feito há muito tempo, mas estou com alguns problemas de saúde melhor dizendo, estou com reumatismo.
    E estou tomando anti-inflamatório e dá sono, além de ser proibida de fazer qualquer movimento repetitivo. [escrever textos primeiro no papel, acabou com a minha articulação]. Mas quebrei a regra um pouquinho... rs rs

    Esse texto me lembrou de um filme de 2008, mas de uma forma um pouco diferente. Gosto desse estilo de texto, principalmente quando me faz imaginar a cena, além de despertar minha curiosidade sobre seu subconsciente.

    Estava com saudade do “Na sua estante”, me deixa feliz ler esses seus textos!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ei, precisa se cuidar, não abuse! =D

    Eu sempre me ferrei por escrever com papel e caneta, minha mão doía tanto que dava até medo. Por isso fiquei feliz quando adquiri meu primeiro computador.

    Qual é o filme que esse texto te fez lembrar? Fiquei curioso.

    Sempre tento escrever algo que faça as pessoas imaginarem a cena. Mas nem sempre consigo essa façanha. rs rs rs

    Fico feliz que fique feliz com as complexidades adversas do "Na sua estante".

    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. O filme é "Apenas sexo" [Strictly Sexual], é diferente, mas contexto acaba sendo o mesmo...

    " Conta a história de duas mulheres com sucesso em suas carreiras que decidem radicalizar, já que estão cansadas das chateações que um relacionamento sério impõe. Como solução, elas decidem manter dois jovens garotos de programa em barracas no quintal de suas casas. As coisas não saem exatamente como elas queriam quando percebem que podem se envolver de verdade com os rapazes, estragando completamente seus planos."

    Esse filme não é muito bom, mas dá para dar algumas risadas durante o filme...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Parece ser engraçado. rs rs rs

    Beijão

    ResponderExcluir