Na estante de todas vocês.

Own...

Me sinto na obrigação de sempre escrever um "Na sua estante" em consideração a Juliana. Quando falo sobre obrigação, não leve para o lado negativo, de ser algo ruim ou coisa parecida. Apenas me sinto em débito todas vez que deixo de postar um. E também, não posso deixar de escrever porque é um dos tópicos que mais rendem por aqui, não que eu atinja 100 visualizações, mas é algo que percebo que as pessoas leem.

Falo melhor de amor que minhas frustrações e indignações? Será? Ah, eu não reclamo mais, verdade. Talvez falar sobre experiências amorosas, tanto as que vivi como as que ouvi, deve ser algo legal. Eu sinceramente não compreendo, já que não sou escritor, nem sei escrever corretamente e muito menos inventar histórias.

Em todos os contos do "Na sua estante", onde normalmente misturo um pouco da vida e da ficção, tento escrever um pouco mais bonito, tento realmente demonstrar um amor que já consegui sentir em alguma época da vida. Talvez ainda reste um pouco de amor nesse coração velho e cansado.

Quem sabe, se um dia tiver a nova chance de viver outro grande amor, tenha histórias melhores para contar. Mas como fechei pra balanço pro resto da vida, acredito que não terei grandes histórias. Contente-se com o que consigo escrever, espero que prossigam lendo e seria interessante se comentassem mais.

2 comentários:

  1. Não, não se sinta em "débito", o bom de escrever é ter o tempo que quiser para isso. Não vou negar que eu sinto falta, mas nada que eu não consiga suprir com seus 187 textos já escritos no "Na sua estante". HAHAHAHA

    Eu leio todos, posso até não aparecer nos comentários, mas entro todos os dias, mas não posso deixar de dizer que o "Na sua estante" me derrete em amores.

    As melhores histórias são as escritas com gosto.

    Você é meu escritor favorito, afinal nesse mundo de blogs e vlogs sobre assuntos "idiotas" [acho que posso chamar desse modo], o seu é um dos poucos que me chama a atenção.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Fico extremamente feliz quando consigo soltar um "Na sua estante" e principalmente quando você vê e dá sua opinião. A satisfação de ler seus comentários é realmente algo extraordinário.

    Claro, me sinto em débito, mas não me forço a escrever para evitar um pouco de merdas, sempre que escrevo forçado sinto que o texto ficou um lixo. Não que normalmente escreva excelentes textos, mas tem horas que fico até feliz. rs rs rs

    Fico muito feliz, como sempre, em saber que realmente gosta do que escrevo. É engraçado, nunca imaginei que agradaria alguém. rs rs rs

    Beijão

    ResponderExcluir