Quebre o ciclo.

Sonhos.

Ultimamente ando analisando demais minha vida e estou ficando meio louco. Talvez seja idiotice minha, talvez seja o certo a se fazer, ainda não consegui desvendar por que ando pensando tanto.

Mas esses pensamentos me fizeram lembrar de um grande amigo, alguém que me dava muitos bons conselho e criou um ciclo, que como toda boa invenção, leva o nome do autor. Lembrei também de alguns posts em que escrevi sobre a minha vida parecer um loop infinito.

Calma, antes de pensar que não fiz nada para mudar isso, lembre-se que ano passado fiz diversas mudanças na vida, sendo a mais importante delas, a mudança de emprego. Aliás, eu não devo dizer mudança de emprego, devo dizer que arrumei um emprego, mas deixa pra lá. Mudei muitas coisas, mas continuo com uma sensação muito estranha, um certo vazio ou falta de algo. Será que está na hora de trazer deus de volta a minha vida? Brincadeira.

Acabei de ver um filme e o seu final me deixou mais encafifado ainda, putz, que palavra de gente velha. Me fez retornar com todo conceito da vida ser um ciclo vicioso, de sempre termos a sensação que estamos fazendo a mesma coisa sem mudar nada. Caralho, como posso ter esse sentimento depois de todas as mudanças que fiz? Ainda mais pensando em como sou resistente a mudanças, sempre penso milhões de vezes antes de tomar certas decisões.

Tomei coragem, mudei, estou mudando continuamente, mas mesmo assim me sinto parado no mesmo ponto, como se o tempo não andasse, o vento não passasse... Apenas sinto que estou perdendo algo, como areia passando entre os dedos. Algo partiu ou está partindo, se esvaindo, como sonhos que se vão quando acordamos. Quero um despertar onde seja possível manter esses sonhos, transformá-los em algo palpável. Quero vida, aliás, já tenho uma, preciso apenas aprender a usá-la.

Um comentário:

  1. "Loop infinito" essa expressão foi boa rsrs! Esse post seu me fez lembrar de uma frase que minha professora de Psicologia do Desenvolvimento disse: " A mudança não é uma quebra no fluxo da nossa vida, é o fluxo em si mesmo..." PS: Adorei o texto.

    ResponderExcluir