Eu quero um carro

Eu posso também?Hoje descobri que quero um carro ao invés de uma motocicleta. Vejo atrocidades cometidas por motociclistas mas acho mais interessante as que os motoristas de carros praticam.
E ainda por cima, descobri que quero um igual esse da foto, porque eu vi o poder que podemos ter com ele na rua. Hoje aprendi que posso sair da calçada da esquerda, sem dar seta, sem olhar e atravessar para o outro lado da rua e parar em frente a entrada do estacionamento de um prédio.
O mais interessante é que aprendi que podemos quase atropelar um motociclista e nem ao menos olharmos para o lado para pedirmos desculpas. E tem mais, depois que você pegar a pessoa que você queria, você pode fazer o mesmo movimento, jogando o carro para cima de outro, já que você precisa virar na próxima esquerda.
Foram movimentos belíssimos e interessantes, parecia praticamente um balé na rua. Cheguei a pensar que estava vendo miragens e que não existiam mais condutores naquele quarteirão. Meus olhos não acreditaram naquela coisa cômica que aquele distinto motorista estava fazendo, pena que não deu tempo de filmar tudo para postar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário