Nos tempos medievais

A praticidade emburreceu a humanidade?Às vezes me pego imaginando o mundo como nos livros de história ou nas ficções que podemos apreciar em DVD e hoje em dia em Blu-Ray. Imagino se nos tempos de hoje ainda tivéssemos grandes batalhas medievais, o que seria do mundo? Do mundo não sei, mas sei que de algumas pessoas sobrariam somente seus restos mortais.
Falo isso porque ninguém luta hoje em dia, ninguém briga para alcançar algo, mesmo que seja algo não tão difícil de se alcançar. Ninguém almeja melhorar de vida, aliás, minto, as pessoas almejam isso mas não lutam para isso. Algumas simplesmente ficam esperando o momento chegar, não batalharam, nem pensaram em tentar mudar as coisas para alcançarem de forma mais rápido aquilo que poderiam ter alcançado há muito tempo. Esses não durariam nem metade de uma pequena batalha, simplesmente cairiam em campo sobre seu próprio sangue, sem o mínimo esforço seus últimos suspiros seriam desperdiçados.
Alguns, talvez, durariam um pouco mais, pelo seu esforço, pela sua vontade de viver, mas provavelmente terminariam no mesmo destino dos demais. Outros não terminariam mortos, porque provavelmente nem sairiam para o campo de batalho, simplesmente ficariam nos bastidores assistindo a carnificina. Se muitas coisas, nos dias de hoje, pudessem ser resolvidos com uma espada e um duelo, as coisas seriam diferentes? Talvez, porque sua vida dependeria realmente disso e tudo que fosse possível absorver de conhecimento, seria absorvido. Enquanto as pessoas não correm risco de morte, ninguém muda suas atitudes, não mudam sua forma de pensar e de batalhar, simplesmente vivem o mesmo momento dia após dia.
Novamente saliento que luto por uma causa perdida, uma batalha que já fora perdida antes mesmo de um grande time de guerreiros se dissolver. Grandes mentes pensando em conjunto fazem toda a diferença mas não fazem milagres. Só vontade não lhe trará aquilo que tanto almeja, sem esforço não há ganho. Comece a enxergar o pão nosso de cada dia com sangue e lágrimas que deveriam ser derramadas a cada dia, cada dia que deveria ser encarado como uma batalha em um campo onde muitos disputam o mesmo poder que você. Mude sua mente antes que a batalha dê conta de você, te liquide, te faça incapaz de mudar ou de voltar atrás.

6 comentários:

  1. As vezes a gente esbarra com um blog desses e vê quem nem todos são cegos quanto a realidade em q vivemos. Parabéns pela reflexão! Concordo em grau, gênero e número. Sociedade de parasitas, demagogos e hipócritas, quem sabe não pode ainda passar por mudanças que alterem certas percepções? É a única esperança q ainda resta... Mudar pra melhorar...

    ResponderExcluir
  2. Fiquei extremamente lisonjeado com seu comentário. Acho que é a primeira vez que alguém realmente entende o que quis dizer.

    ResponderExcluir
  3. De certa forma me sinto igual, as vezes me imagino sendo um guerreiro medieval, naquela epoca o que movia o mundo e a unica coisa necessária para se viver era uma espada e vontade de lutar(pela vida ou com oponentes) porém(asempre tem um porém), hoje em dia o que move o mundo ainda é a vontade de lutar mas as armas mudaram em vez de lanças ou espadas temos o dinheiro ou habilidades sociaveis(comunicação, beleza,etc). Enfim os guerreiros continuam lutando e sempre lutaram a única coisa que mudou são as armas que usamos.
    Esse papo de combate me lembrou o livro Diario de um Mago-Paulo coelho, que falava sobre lutar e seguir nossos sonhos, para sermos felizes bastava combater o bom combate.

    ResponderExcluir
  4. Minhas lutas foram cansativas, sem tréguas mas desisti. Onde não há esperança, não há porquê lutar.

    ResponderExcluir