Onde me encontrar?

Na chuva...Somente mais um em meio a uma multidão, perdido entre milhares de pessoas que caminham sem olhar para o lado. Só mais, é realmente assim que ando me sentindo ultimamente, sou apenas mais um no meio de milhões de pessoas que vagam, pensam e respiram. Procuro uma saída, não encontro, simplesmente ando em círculos, tentando descobrir que rumo tomar.
Se as decisões foi simples, o problema seria muito simples mas não é tão simples como todas as outras vezes, pela primeira vez não consigo sair do lugar. Já caminhei quilômetros de distância mas me sinto no mesmo ponto, no início, naquela noite em que falamos, falamos e falamos diversas palavras que queriam dizer uma coisa só.
Mesmo que não tenham sido muito claras, em minha mente tudo ficou claro, minha desconfiança tornara-se realidade, meu instinto não havia morrido. Há certas coisas na vida que nunca mudam e nunca mudarão, o "feeling" é algo realmente incrível. Acho que as experiências da vida são as maiores dádivas que possuo hoje, certamente sem elas não teria tal percepção. Descobrir as coisas antecipadamente é algo extremamente gratificante, mas no entanto, nesse caso, preferia nunca ter descoberto e muito menos ter despertado o monstro adormecido há mais de 3 anos.
Sinto me em meio à dragões sem possuir uma espada, sem possuir alguma arma para combater bravamente. Nesses momentos não dispomos de armas e nem escudos, ficamos com nossa guarda baixa, o que nos fez chegar ao ponto em que estamos. Talvez algumas pessoas estejam certas, ainda creio que o bom senso deveria reinar e trazer novamente a paz à esse coração cansado. O tormento deveria se esvair e me deixar em paz mas que deixasse apenas o carinho e a sinceridade postas desde o início, sem outro tipo de pensamento. Gostaria de ter pleno domínio em relação à sentimentos e vontades, gostaria de ter uma tecla del em minha mente.
Essa sensação que me consumiu por todo o dia, me fez lembrar de diversas coisas do passado, diversos sentimentos bons e ruins, coisas que me alegraram e que me entristeceram muito. Ficar nessa corda bamba de nada ajuda, apenas atrapalha mais a vida turbulenta que enfrento, as baixas que tanto gostaria que acontecessem, entre outras coisas. Fiquei tomado por uma enorme vontade de largar tudo, pegar a estrada com um destino certo. Mas a vida não se resume a um romance de cabeceira ou uma simples utopia, felizmente ou infelizmente, talvez esteja mais para o lado do felizmente, porque sempre que estamos bem, algo ruim tende a acontecer.
Talvez fosse a hora de baixar a guarda, cogitei diversas vezes essa hipótese nesse ano que passou, principalmente nos dois últimos meses, pensei que a hora seria agora, mas talvez tenha me engano. Mentira, não me enganei, sei bem o que quero, o grande problema é que não posso ter...

Nenhum comentário:

Postar um comentário