Mais um livro sobre pedaços de minha vida?

O anjo de Gabriel.
Para complementar o lançamento do prólogo desta que gostaria de chamar de "obra", diferente do "Minha pequena florzinha" que foi uma história de uma fração de minha vida, neste novo gostaria de inventar uma história. Quero concretizar meu pensamento inicial, antes de criar o "Minha pequena florzinha", minha ideia era criar uma ficção de um assassino com coisas relacionadas a internet, uma pequena ideia "divertida" que o pequeno pequerrucho e eu, tivemos.
Infelizmente, como nunca fui um excelente leitor e muito menos um bom escritor, decidi escrever sobre algo que fosse fácil. Para quem não tem experiência em criar histórias, acredito que contar alguma história da vida fosse o caminho mais simples e rápido para tentar ganhar alguma experiência.
Não que me sinta extraordinário neste momento ou confiante, mas quero arriscar em uma obra de ficção, é bom para relaxar. Escreveria sobre o assassino que imaginei em uma noite de loucura, mas achei melhor escrever sobre aquilo que talvez eu seja um pouco mais criativo, um romance. Não sou do tipo menininha que fica floreando seus sonhos com a pessoa perfeita mas sou um tanto quanto romântico demais para um único homem. Por essa razão escolhi escrever um romance. Claro que não serei um dos melhores, até porque, se fosse realmente bom com romances, acho que não estaria sozinho hoje.

2 comentários:

  1. Começar uma historia, não é tão difícil do que começar a postar ela. A minha acabei de postar o prólogo, sendo que a historia já estava pronta há uns dois anos atras. rs. Eu vou acabar gostando de ler o "O anjo de Gabriel", mesmo eu não acreditando em anjos, eu sei que vou gostar da história. O começo história é bom. Muito bom. =D

    ResponderExcluir
  2. Espero ter criatividade suficiente para prosseguir com essa brincadeira, achei bem mais complexo escrever algo criado do que simplesmente contar algo de minha vida. rs rs rs
    Espero superar a expectativa da galera que ler e a minha também! rs rs rs
    Beijão

    ResponderExcluir