São apenas palavras...

Revolte-se.

Não sou a melhor pessoa do mundo para dar "bronca" em outras, sou grosseiro, sem noção, em alguns casos uso de adjetivos para arrancar lágrimas das pessoas. Sim, não sou a pessoa mais indicada do mundo para dar aquela famosa "comida de rabo" que alguns colaboradores muitas vezes merecem. Mas uma coisa é muito certa, se está levando uma comida de rabo, com certeza alguma merda você fez. Não tenho porque creditar uma merda feita para alguém que não cumpriu este papel.

É em diferente de levar a culpa por algo que não tem nada a ver com você. Imagine que legal levar uma puta enrabada sem ter culpa no cartório. Você ficaria feliz? Como reagiria? Bom, quando tratamos com pessoas loucas, que é o meu caso, com toda certeza do mundo rolará um surto desnecessário. É, algo que não tenho controle, até hoje, é ouvir merdas sobre algo que não fiz. É ler ou ouvir comentários de coisas que não fazem o menor sentido sendo culpando por algo que não foi feito pela minha pessoa.

Não é pelo simples fato de ouvir: "A culpa é sua.", são diversas variáveis que juntas causam um transtorno que desperta uma enorme vontade de matar. Principalmente quando é notável que foi cagada de outros por não conhecerem aquilo que deveriam conhecer. Ou será que não é necessário que ninguém mais saiba como funcionam as coisas além de quem as desenvolve? Acredito que o setor que dá suporte ao software, deveria saber mais do que eu, devia ter mais experiência em diversas coisas pois não vivo as diversidade que podem acontecer nas empresas.

Infelizmente, não é isso que acontece e nunca aconteceu, sempre foi o contrário. Tivemos uma pequena época em que as coisas caminhavam um pouco menos piores, mas a situação atual é assustadora. E por conta disso, tenho que ler uma pequena frase que me transtornou, tudo isso porque as pessoas não sabem como fazer as coisas. Perguntei sobre a situação em questão e ninguém sabia como resolver a coisa. Que existe uma merda no sistema mas isso não justifica porque quem faz o tal serviço já sabe disso. Engraçado que até hoje ninguém abriu uma requisição técnica para consertarmos aquilo, acho que esperam que o negócio funcione sozinho.

A cada dia acredito mais que o problema sou eu. Sou negligente, sou brigão, sou "n" coisas que ninguém deseja. Espero que as coisas mudem daqui para frente, principalmente após a minha saída, porque da maneira como está, o próximo passo é descer até o inferno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário