Onde está o fundamento?

Hackers.

Problemas precisam ser solucionados em tempo hábil mas nem sempre é possível. Sei que existem casos que levam muito mais tempo porque encontramos outras coisas no meio do caminho. Mas quando se tem a solução nas mãos, o que mais falta? Um dia compreenderei quando pode ser utilizada a frase: "eu entendi".

Pelo meu pouco conhecimento da língua portuguesa, acredito que utilizamos essa frase quando compreendemos algo que nos foi dito/ensinado. Mas é algo realmente incrível quando na explicação você já percebe que a pessoa não está compreendendo nada e quer apenas se livrar de você. Sei que não sou um cara legal mas estava tentando acelerar um processo que devia levar algumas horas e transformou-se em dias. Analisando do ponto de vista que o ser em questão devia conhecer nosso sistema melhor que os demais, acreditamos que fosse possível ele fazer a análise em no máximo dois dias. Esse é o prazo que espero de pessoas que mal conhecem nossa estrutura de banco de dados, o que não é o caso.

Mas você explica, dá toda a solução de bandeja e mesmo assim, quando vai conferir o que foi feito, nota que não foi feito quase nada do que foi explicado. Aí você para, pensa, tenta compreender onde foi que você errou. Sim, sou do tipo que primeiro pensa que eu mesmo errei para depois tentar compreender porque a pessoa errou. Legal é você perceber que não fizeram nada do que você disse e quando comenta que a pessoa não compreendeu, ouve um "eu entendi". Interessante, se entendeu, por que raios fez diferente?

Justificativas para tentar demonstrar que a coisa estava certa, o número de registro bateu então está correto? Ah, falemos um pouco sério, se por coincidência do destino o número bateu e os registros foram ligados incorretamente, ficará assim até o cliente encontrar novamente o mesmo problema? Você que tem um pouco mais de conhecimento que a pessoa em questão, diz que o correto é ligar "x" e "y" e recebe um argumento que não condiz com a atual situação? Interessante é que a estrutura de tabelas do banco de dados antigo é bem diferente do atual e mesmo assim a justificativa foram os números. Gosto muito de justificativas que não justificam nada, que não tem fundamento lógico, tento compreender como arrumam coragem para dar esse tipo de argumento.

Imagino essas pessoas trabalhando com medicina, em alguma força tarefa especial da polícia, vamos agir sem fundamento e ver no que dá. Imaginem quantas vidas seriam perdidas por causa do verbo "achar", porque achar que dará certo, na nossa área, é realmente algo válido. Mais interessante é perceber que depois de mais de uma semana, ainda não compreendeu o real problema ou não consegue explicar exatamente para outros. Mas como é possível não saber explicar qual o problema e conseguir resolvê-lo? Sinceramente, no meu mundo lógico, isso não existe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário