Fim do vlog?

Fim do vlog.

Há um bom tempo penso em exterminar o vlog. Não sei se estou cansado, não sei se por conta do desânimo, não sei realmente qual o real motivo. Talvez o número baixo de visualizações, talvez a falta de criatividade para modificar de uma forma que me agrade realmente. Algumas pessoas elogiam, tenho alguns inscritos fiéis que sempre veem o vídeo assim que lançados; acho bacana isso, são pouco mais de 200 pessoas mas são aqueles que levam à sério e compreendem o que tento fazer neste canal.

Talvez minha vontade de acabar com tudo voltou depois que consegui perder diversas informações valiosas, inclusive, todas as minhas anotações para o vlog. Sou metódico, tinha tudo documentado sobre cada vídeo. Dia de lançamento, título, tamanho do arquivo, entre outro monte de informações inúteis mas que gostava de ter. Inclusive, diversos assuntos, coisas que poderiam virar um vídeo, estava anotadas nesta mesma planilha. A perda de tudo isso me deixou puto, enlouquecido, tive vontade de me matar depois do acontecido, foram doze anos de trabalho perdidos no limbo. Ainda estou tentando recuperar, mas pelo visto não serei muito feliz nessa cruzada.

Comecei fazendo vídeos com um propósito diferente da maioria dos vlogueiros, não queria falar sobre as coisas que aconteciam na semana, o que era bem comum. A maioria sempre comentava sobre atualidades, sobre fulano que foi preso, não sei quem que morreu, a nova lei que fodeu metade do povo... Como sempre reclamei de tudo e todos, como criei o blog com o mesmo intuito mas mais voltado ao trabalho, fiz o vlog se transformar em uma extensão mas com assunto mais básicos. Coisas como: limpe se você mijou fora da privada, não bata a porta, não jogue papel no meio da rua; aquelas coisas bem básicas que normalmente nossos pais nos ensinam e muitas outras coisas que aprendemos com a sociedade.

Me bateu uma nostalgia dos tempos em que fazia um vídeo por dia, eram três assuntos por vídeo, como conseguia fazer aquela merda? Hoje não consigo me imaginar postando vídeos todos os dias, mesmo que fossem curtos como antes, porque gostei do formato que tomou, a separação em quadros etc. Achei bacana transformar o negócio quase em um programa semanal, gostei de roubar a ideia de muitos que respondiam perguntas dos que acompanham, se bem que me inspirei nos queridíssimos do Tchoi Moi. Gostei da criação, praticamente sem querer, do quadro "Ortografa". Digo que foi sem querer mas sempre tive a mania maldita de corrigir erros de grafia de textos alheios; e novamente, não que eu não erre também.

Pensei seriamente, depois de diversas conversas, em criar vídeos mais voltados para o humor. Escrever textos, tentar fazer sketches ou até mesmo algo no estilo stand up mas percebi que não tenho vocação para isso. Faço "graça" mais no estilo natural mesmo, não planejo as coisas, sou totalmente improviso quando faço vídeos. Não tenho um script onde sei exatamente o que direi, apenas tenho um roteiro com tópicos que abordarei. O assunto, as perguntas do quadro "Yama responde", quem é homenageado e algum comentário sobre algo que vi e gostaria de falar. Mas nunca consegui escrever um bloco apenas faço pequenas anotações mesmo. Talvez toda essa dificuldade em mudar diversas vezes tenham tirado um pouco do tesão.

Mas ainda é apenas um pensamento, até andei postando sobre o fim do canal mas não sei exatamente o que farei. Ainda tenho mais dois vídeos gravados, um deles já editado e talvez grave mais um ou dois com assuntos que "inventei" durante essa semana, já que perdi todas as anotações. Talvez faça apenas um vídeo de despedida, depois de lançar os dois últimos gravados, e tenha uma vida "feliz".

Nenhum comentário:

Postar um comentário