Um novo quebra-cabeça.

Pense.

Não sei quantos clientes rodam a mesma versão, todos emitem suas notas fiscais tranquilamente e sem reclamações de demora no sistema. Houve diversas mudanças, acrescentei novas informações e quase todos os clientes aderiram a nova atualização. Um deles resolveu esperar um pouco mais, porque não eram informações necessárias para ele. Instala a atualização depois de alguns meses e reclamam que por conta desta o sistema passou a ficar lento.

Interessante, se fosse realmente por conta da instalação, por que raios somente um cliente teve problemas de lentidão? Ouvir isso do cliente é básico, o primeiro argumento que ele tiver, utilizará como motivo para algo que ocorreu. Acredito que seja um cenário normal para muitos que possuem clientes dos mais diversos níveis, desde os que possuem tecnologia de ponta até aqueles que acham que um 386 ainda funciona nos tempos atuais.

A grande questão é: como suportar ouvir que o sistema está com problema vindo de alguém gabaritado, que já foi desenvolver igualzinho à você? Sinceramente, sempre trabalhei com lógica e nesse momento, a minha diz que o problema é pontual, qualquer coisa diferente neste cliente e não no sistema. Afinal de contas, se você tem diversas pessoas utilizando sem problemas, como o problema pode ser no software? Ah, sim, poderia ser pela diferença de informações enviadas para a nota, mas nessa rotina em questão não existe uma grande diferença, a não ser pelo quantidade de itens. Claro, não espero ter a mesma velocidade de uma nota com 10 itens e outra com 100. Mas também não é o caso.

Interessante, pelo menos agora tenho um quebra-cabeça para resolver. A única coisa que realmente me incomoda é ouvir essas idiotices que o problema é no sistema. Sempre gostei mais das pessoas que trabalham com lógica por essa razão: não abrem a boca para falar merda ou a primeira "desculpa" que vier à cabeça. Mas estou feliz em ter que lidar com isso, só não consigo ficar com o povo que dá o suporte por trás, afinal de contas, apenas conseguir acesso, pegar informações básicas etc., não é algo tão complexo.

Algo que não levei muito em consideração nesse caso, que nem ia citar neste post, fizeram um teste em campo, foram até a empresa para atestar a rede e tiveram uma grande surpresa. Pegaram um notebook, com a base do cliente e fizeram um teste, tudo correu normal. Conectaram no banco de dados do servidor e a lentidão ocorreu. Voltaram a utilizar a base do notebook e a lentidão resolveu passar para dar um "oi". Opa, peraí, como assim? Se o seu notebook estava normal, não tem porquê não continuar assim. Mas, como não confio em ninguém, ainda acredito na possibilidade que o teste não foi bem executado. Afinal de contas, alguém que é confuso sempre, não pode ser confuso também em campo?

No desespero, voltaram na empresa para efetuar novos testes e tirar algumas dúvidas. Aproveitaram para levar o servidor novo já que a viagem é um pouco longa. Fizeram tanta merda naquele servidor que não sei como saíram com ele funcionando de lá. Criaram arquivos em locais indevidos, não configuraram direito diversas coisas mas isso é um caso à parte. Prefiro nem entrar em detalhes dessa operação totalmente falha e absurda.

No final das contas, temos dois problemas, o cliente que não colabora e uma equipe que não consegue me dar informações. Nestes momentos começo a repensar no que me ensinaram sobre não centralizar todas as informações em apenas uma pessoa. Você repassa conhecimento, diversas dicas que você aprende só quebrando a cara fazendo as coisas, repassa todo tipo de informação útil para conseguirem elaborar um trabalho sem depender de ninguém do desenvolvimento e mesmo assim, o que temos? Nada. Por que não devo centralizar tudo? Por que ainda preciso repassar informações se ninguém anota ou quando anota, não utilizam? Repenso mais ainda em outra coisa que me ensinaram: me colocar no lugar da pessoa. Mas é inconcebível, na minha mente, não utilizar as informações que passo. Não é admissível utilizar um manual velho quando eu passei um novo. Não é perdoável quando alguém caga porque não quis te perguntar algo. Tudo bem, nesse último quesito, tenho que aliviar, há muito que todos tem medo de me perguntar as coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário