Férias permanentes.

Férias permanentes.

Mudança de planos, novamente, mas dessa vez foi um pouco diferente. Pela primeira vez na vida, eu pedi demissão. Sim, por mais incrível que possa parecer, eu, o cara mais "medroso" nesse quesito saí do meu último trampo.

Estou agora em casa, tenho um trabalho pago para fazer, mas não tenho mais renda fixa. Algo que me deixaria completamente perdido, transtornado ou com medo, mas estou bem mais tranquilo do que imaginei. Desde o dia 25/09 não tenho mais emprego, não preciso mais levantar cedo, mas meu corpo ainda não compreendeu isso. Não, mentira, na verdade, estou levantando cedo porque não gosto de perder o dia dormindo.

Poderia, ou deveria, estar meio triste, na realidade, preocupado. No entanto, fiquei tão feliz em dar um tempo na vida profissional e dar mais atenção ao meu lado pessoal.

Não sei até quando ficarei em casa, mas a ideia é dar um bom tempo, tipo o máximo possível. Não sei bem o que fazer, não sei se mudo de área, mas ainda com algo relacionado a TI ou se daqui um ou dois meses procuro novamente um emprego de programador. Talvez possa me aventurar em uma nova linguagem, baixar o meu cargo para poder aprender e me familiarizar com algo diferente.

Mas, por enquanto, é isso, só queria contar para alguém que contribuí para o aumento da taxa de desemprego do país.

3 comentários:

  1. Acho válido, dar um tempo, talvez você esteja suave na sua escrita por não ter tanta tensão, acho que é hora de procurar novas coisas. Não sei, mas acho que se daria bem aprendendo uma nova língua, pelo menos eu aprendi e evolui com 6 anos dedicados a outra cultura. Mas nem precisa ser tudo isso, acho que um bom livro e uma boa curiosidade vão fazer você se encantar de vez pelo TI ou te fazer apaixonar por outra coisa.

    Eu queria largar algumas coisas, já que a minha rotina é massacrante, mas no momento existem outras prioridades e outra pessoa que exige meu empenho para "tentar" dar certo algumas coisas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Já fiz isto em um momento da minha vida.
    Se não está contente com o trabalho é melhor pedir demissão, para evitar qualquer tipo de fadiga.
    Só te desejo uma boa sorte e aproveite este período de férias para fazer tudo que não tinha tempo antes.
    Espero que tenha paciência para escrever mais neste espacinho aqui que eu tanto gosto *__* e para gravar novos vídeos.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  3. Espero que essas "férias" resolvam algumas coisas. rs

    Penso da mesma maneira e como não andava muito bem, achei melhor sair.

    A paciência nunca ficou escassa, apenas a criatividade mesmo. rs

    Beijão

    ResponderExcluir