Por que ser sozinho?

Casar é para idiota, basta ter cunhadas.Eu ouço muito que deveria arrumar alguém, outra namorada, para ter com quem conversar, dividir as coisas e etc... etc... etc... Eu já penso diferente, se posso conversar com a família, amigos, companheiros de trabalho, eu preciso arrumar namorada apenas para trepar.
Claro que não penso exatamente assim, mas se para compartilhar sua vida ou ter com quem conversar sobre diversos assuntos é necessário ter alguém com quem você possa trocar fluídos corporais, então não sei mais o significado de amizade, seja com a família, amigos ou até mesmo uma namorada. Não necessariamente precisamos de uma namorada, esposa, amante ou algo do gênero para sermos felizes e compartilharmos nossa vida.
Relacionamentos são complicados, qualquer um deles, em todo tipo de relacionamento, quando é misturado o convívio, com certeza uma vez ou outra existirá a discórdia que fará com que uma ou ambas as partes fique chateada, com o saco cheio, estressado e etc... Isso ocorre porque ninguém pensa 100% igual a outra pessoa, as ideias irão divergir em diversos momentos da vida, pois cada ser humano teve uma criação e tem sua forma de visualizar determinadas coisas.
A parte boa de família, é que ocasionalmente vocês podem divergir de opinião, isso causará uma pequena discussão ou até mesmo uma briga mas daqui algum tempo estarão se lambendo novamente. As cobranças são totalmente diferentes, até porque com certeza seus pais e irmãos o entendem e o conhecem melhor que a grande maioria dos seus amigos. Claro que há casos em que a família desconhece o ser que vive debaixo de seu teto mas seus amigos, em compensação, o conhecem de uma forma insana, normalmente isso acontece quando o relacionamento familiar não é algo tão bom e você prefere compartilhar tudo com seus amigos e deixa a família de lado quando o assunto é seu ego doentio.
Já no caso de namoro, matrimônio e etc..., as coisas são bem diferentes, até porque nesse caso a família é você e sua companheira(o), então as cobranças são bem diferentes. Enquanto a família exige que você estude, trabalhe, seja um excelente pai e marido, as cobranças chegam apenas a determinado ponto de sua vida. A conversa é diferente, você pode se poupar evitando esse tipo de diálogo. Diferente do relacionamento de um casal, as cobranças são mais intensas, muitas vezes sem querer. Seja em relação a sua presença física e mental ou simplesmente porque você é um vagabundo, desumano que mal pensa na família. Existe a cobrança de estar junto, de falta de carinho, de falta de dedadas, entre outras mil coisas diversas. Muitas vezes existem cobranças sem sentido, sem sentido para nós homens, mas existem também cobranças que poderiam ser evitadas.
Diferentemente da família, pais e irmãos, você pode mandá-los tomarem no cu e fazer o que bem entender, claro que com um certo limite. Mas é diferente, você não tem uma determinada obrigação com eles. Já com a família que você constitui, suas obrigações devem ser cumpridas, ninguém casa para ficar sozinho, ninguém casa para passar necessidade, claro que você ainda terá a sua individualidade, mas em alguns casos ela praticamente perece ao redor de sua cara metade. E isso é o que torna a vida de um casal extremamente ruim e insatisfatória, por mais que queremos ter alguém ao nosso lado para o resto de nossas vidas, algumas coisas que você fazia sozinho, devem ser mantidas, não há ser humano no mundo que não necessite da sua individualidade. Claro que o número de coisas que você fazia sozinho diminuirão drásticamente quando você resolver juntar seus panos velhos com as calcinhas furadas da companheira mas ela não pode simplesmente deixar de existir senão esse relacionamento não dará certo.
Nem você e nem sua companheira deve deixar os amigos de lado, deixar de fazer algum curso ou qualquer outra atividade que lhe agradava, mesmo sendo algo individual. O casal não nasceu junto mas poderá morrer junto mas nem por isso precisam cagar de mãos dadas. Mas alguns fatos e histórias que ouço me fazem entender diversas coisas do relacionamento à dois e cada vez mais me afastam dessa coisa provinda do inferno. Na realidade, a união com pessoas me fazem crer que alguém quer que criemos o inferno na terra. Permaneço solteiro há mais de 2 anos porque realmente quero ter minha liberdade de fazer o que bem entender em qualquer hora que resolver fazê-lo. Não quero dar satisfações de minha vida a ninguém, não quero me preocupar se estou ou não estou agradando alguém com as coisas que faço, não quero fazer algo só para agradar alguém, quero fazer algo porque realmente gosto daquilo e desejo fazê-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário