Imortalidade.

Immortality.

Mais um aniversário, menos uma pessoa para comemorar com você. Por quê? Coisas da vida, o tempo passa e a cada ano alguém resolve partir desta para melhor. Quando as pessoas dizem isso, fico imaginando se realmente é melhor estar morto. Bom, para alguns, talvez seja; para outros, também. Acreditava que morreria aos 30, ultrapassei a maldição e estou na metade do caminho para os 40. O que será de mim?

Há quem diga que a vida começa aos 40, mas também ouvi isso quando estava próximo dos 30, então, quando é que a vida começa afinal de contas? Ah, nesse momento vocês pensaram: "Se você não sabe, então a vida ainda não começou", ledo engano.

Mas voltando as mortes, você perde os avós, tios, pais, primos, talvez filhos, sobrinhos, o que ninguém espera perder, e a vida continua com seus longos passos para o seu fim. Você aguarda tanto o fim e a única coisa que recebe é uma ligação informando que mais alguém que você gosta, morreu. Os religiosos dirão que só partem aqueles que deus indica. Porra! Me indica aí, então. Depois de um certo tempo você nem liga mais quando alguém morre.

Ainda bem que a proporção de nascimentos em uma única família não compensa as mortes, na maioria dos casos. Já imaginou se para cada morte viesse um novo pirralho para infernizar sua vida? Pô, peguei pesado? Tudo depende do ponto de vista. Calma, amo as crianças da minha família, que não são muitos. Eu acho. Não, são muitos sim, mas só convivo com poucos, senão acho que surtaria ou infartaria.

Conte os segundos antes de atravessar a rua, conte os segundos na fila do banco, conte os segundos aguardando o seu prato no almoço. E lá se vão diversos minutos de vida, que talvez fossem importantíssimos em outras ocasiões, mas alguns dirão que é impossível viver sem enfrentar essas coisas.

Mais um natal, menos um amigo. Mais uma páscoa, menos um irmão. Mais um aniversário e novamente mais alguém morreu. Quem foi dessa vez? Só o destino dirá? Talvez. Quem era o próximo na fila? Pai, mãe, irmão, tio, tia, avô, avó, filhos, sobrinhos... Estamos contando os segundos.

Soma-se um enorme número de mortos conhecidos e no final você se dá conta que quem mais queria morrer antes dos outros, permanece vivo como um imortal.

2 comentários:

  1. As pessoas que mais falam que quer morrer, falam apenas da boca pra fora, ninguém quer isso pra ti. Acho que isso se torna uma punição para a pessoa ao desejar isso pra ela mesma, as pessoas que ela mais gosta vão primeiro.

    ResponderExcluir
  2. Isso é um tanto quanto variável.

    ResponderExcluir